sexta-feira, 9 de março de 2012

Queremos receber a diferença salarial anunciada pela Folha de São Paulo e pela Agência Brasil



A entrevista que o nosso combativo Frei Gilvander gravou comigo, recentemente. Quero agradecer ao nosso amigo e companheiro de luta Frei Gilvander pelo convite e por estar sempre presente nas lutas sociais, inclusive as dos educadores de Minas.


Professor-de-Minas, curso superior, quase 10 anos de casa. Cadê o piso? Cadê os R$ 1.870,00 anunciados pela Folha, ou os R$ 2.200,00 anunciados pela Agência Brasil? Quem vai me pagar a diferença?


Queremos receber a diferença salarial anunciada pela Folha de São Paulo e pela Agência Brasil


Que os jornais, rádios e TVs no Brasil são órgãos de desinformação e manipulação dos de baixo, isso não constitui mais novidade para ninguém. Mas é preciso que eles respondam por aquilo que dizem. Ou que pelo menos façam parecer verdade aquilo que afirmam, para que não sejam desmoralizados de vez, ainda mais.

Nos últimos dias, a grande mídia tem informado para a população que alguns estados não pagam o piso e que outros pagam até mais do que o piso salarial nacional dos educadores. Estranhamente, Minas Gerais está no rol dos que já pagam até mais. De acordo com a Folha de São Paulo, Minas estaria pagando o piso de R$ 1.870,00 para os professores, o que nunca aconteceu por aqui. Já a Agência Brasil, órgão oficial do Governo Federal, foi mais longe: Minas já paga R$ 2.200,00 de piso salarial. Ora, qual desses dois órgãos vai me pagar pela diferença entre o anunciado e o que está no meu contracheque, de dois salários mínimos como remuneração total?

A mesma desinformação acontece com outros estados também. Recebi e-mail da nossa amiga professora Graça Aguiar, coordenadora do Blog S.O.S. Educação Pública, dando conta de que o salário informado para o Rio de Janeiro está muito longe da realidade praticada naquele estado.

Considero uma falta de ética e de respeito para com a população, especialmente a de baixa renda, esta conduta da mídia brasileira, de passar informações sem checar a veracidade da mesma. Não se trata apenas de má vontade, não, mas de desinformação deliberada, de má fé mesmo. Ou alguém acredita na ingenuidade dessa gente?

No caso do piso, vamos esclarecer algumas coisas pela milésima vez, para que, quem sabe, fazer chegar ao conhecimento de algum jornalista ou editor da grande mídia, com um pouco mais de coragem ou sensibilidade, sobre o que se passa de verdade. Antes, contudo, um parêntese: durante a nossa greve de 112 dias, falei com um jornalista da Folha de São Paulo por telefone. Graças a um colega que me colocou em contato com o mesmo. Fiquei vários minutos passando detalhada e pacientemente todos os esclarecimentos sobre a nossa situação. Ele não publicou uma linha sequer do que eu falei e acabou aparecendo uma matéria com o mesmo perfil dos jornais mineiros, que abrem grandes espaços para o governo e publicam algumas linhas da versão dada pelo sindicato. Depois o jornalista me enviou um e-mail se desculpando, dizendo que tudo o que ele conseguiu publicar foi aquela matéria. Ou seja: nada. Mas, voltemos ao piso.

A primeira coisa que os jornalistas precisam decorar (decorar, já que esperar que consultem a legislação seria exigir muito), em matéria de piso salarial dos educadores, é que se trata de uma política nacional de valorização dos educadores, que consta da Carta Magna do país desde 1988, como forma de cumprir a determinação de oferecer educação de qualidade pública de qualidade para todos. Vinte anos depois, portanto em 2008, o congresso nacional (minúsculo mesmo, pois nenhum poder deste país está merecendo tratamento maiúsculo) aprovou uma lei federal, a 11.738, com os seguintes pontos essenciais:

1) o piso salarial é vencimento básico, não incluindo, portanto, as gratificações percebidas pelos educadores. Cinco desgovernadores tentaram alterar esse artigo, ingressaram com a ADI 4167 junto ao STF, reivindicando pagar o piso como remuneração total (desenhando: remuneração total é igual à soma de vencimento básico com as gratificações). O STF, interpretando a lei federal, decidiu que piso é vencimento básico, e não remuneração total.

O que foi que fizeram os governos estaduais, incluindo o de Minas Gerais? Somaram o vencimento básico existente com as gratificações conseguidas ao longo dos anos pelos educadores (biênios, quinquênios, pó de giz, etc) e com essa soma salarial - remuneração total, como já desenhei acima -, dizem que já atingem o valor mínimo do piso proporcional.

Ou seja: os governos estão na ilegalidade, e é isso que a grande mídia deveria dizer com todas as letras. E é isso também que o Ministério Público, como fiscal da lei, na teoria, pelo menos, deveria fazer: denunciar estes governos e ingressar na justiça contra eles. É isso também que o próprio governo federal, ciente das realidades regionais, deveria fazer: intervir nos estados que não cumprem a lei federal e ingressar com ADIs pedindo a anulação das leis estaduais que descumpriram a lei federal. Nenhum deles fez nada disso, o que constitui um complô contra os educadores, contra a Educação pública e contra a população de baixa renda, que precisa e tem direito à Educação de qualidade.

2) o piso deve ser implantado nas carreiras, e os governo deveriam fazê-lo até dezembro de 2009. Tiveram dois anos de prazo para aplicar o piso na carreira existente nos estados, ou criar planos de carreira, onde não houvesse. Os governos não fizeram nada disso. Alguns estados continuam sem aprovar o plano de carreira. Outros, como Minas Gerais, que tinha um plano de carreira em vigor desde 2004, alterou este plano apenas para os educadores (até então a estrutura dos planos de carreira era comum a todos os servidores do estado) para escapar de pagar o piso. O governo burlou a lei federal, alterando o plano de carreira estadual para esvaziar o conteúdo da lei maior.

Mais ou menos como se a lei federal determinasse que o salário mínimo fosse de R$ 1.000,00 e que não pudesse incluir, neste salário, o vale transporte, o auxílio alimentação, o cafezinho que o sujeito toma em serviço, etc.; mas, os governos, ao arrepio da lei, baixassem leis municipais ou estaduais dizendo que nas suas respectivas regiões o salário mínimo seria a soma de tudo: salário pago + auxílio transporte + vale gás + bolsa família paga a um parente de quinto grau + auxílio reclusão pago ao neto do servidor + salário desemprego que o sujeito recebeu há 10 anos atrás, etc. Enfim, com estes artifícios absolutamente ilegais e imorais, qualquer governo atinge qualquer valor nominalmente. Foi isso o que fez Minas Gerais contra os educadores, aplicando-nos um calote. E é isso que outros estados - Goiás, Ceará, Santa Catarina, Alagoas, etc., etc -. fizeram, sem que nada lhes aconteça.

3) o piso salarial será reajustado em janeiro de cada ano, pelo valor do aumento do investimento aluno ano, pelo FUNDEB. Este reajuste tem ficado acima da inflação, já que o chamado custo aluno ano, de tão baixo que estava, para que se recuperasse minimamente, deveria passar por reajustes um pouco acima da inflação. Para se ter uma ideia, este ano, com o reajuste de 22,22%, o custo aluno ano está na casa dos R$ 2.000,00. Ou seja, investe-se, por ano, com cada aluno matriculado, cerca de R$ 2.000,00 apenas, quantia esta que deve dar para pagar os salários dos servidores (professores, cantineiras, porteiros, diretores, supervisores, secretários de escola, etc.) durante todo o ano, e ainda investir na reforma e construção de escolas, na compra de equipamentos e manutenção de todos os espaços e equipamentos das escolas do ensino básico. Na média, os governos investem apenas R$ 166,70 por mês para cada aluno matriculado. E os governos - todos eles, sem exceção - ainda têm a cara de pau de dizerem que a Educação é prioridade e que estão preocupados com essa área (ou com a Saúde pública, ou com a moradia, etc). Poupem-me, senhores!

Como os governos, como o de Minas, alteraram as leis estaduais, criando um salário único com a soma de vencimento básico e as gratificações existentes (vide desenho falado que fiz acima), o valor total da remuneração paga fica artificialmente acima do piso salarial. Ainda mais que a lei federal abriu a brecha, permitindo que os governos pagassem de forma proporcional à jornada praticada. Em Minas, paga-se um valor total (que não é piso) e ainda por cima de forma proporcional à jornada de 24 horas. E com essa magia, o governo diz que paga até mais que o piso, o que é uma falácia, uma ficção, um engodo. Minas não paga o piso, ponto. Nem Minas nem os outros estados. Além disso, não aplica o reajuste anual do piso, pois a remuneração total ficou acima do valor mínimo do piso proporcional do MEC. Na prática, os educadores mineiros - e de todo o país - não foram beneficiados em nada com a lei do piso. Pelo contrário: perdemos a nossa carreira!

4) Finalmente, os governos deveriam aplicar um terço da jornada de trabalho às atividades extraclasse, ou seja, fora da sala de aula. Os governos não estão cumprindo essa regra, mais essa, aliás. E sequer pagam aos professores pelo tempo extra trabalhado em sala.

Em suma, são estes os pontos que os grandes jornais escondem da população. As próprias entidades sindicais contribuem com isso, quando poupam o governo federal de uma responsabilidade compartilhada que lhe cabe. Se são os estados e municípios que praticam a ilegalidade de não pagarem o piso, o governo federal é cúmplice desta ilegalidade praticada, e deveria responder judicialmente por isso, por omissão, por prevaricação, por cumplicidade de quadrilha com os outros entes federados. Pois, a responsabilidade compartilhada para pagar o piso é outro ponto essencial na lei do piso, e na própria legislação federal voltada para a educação básica. A política educacional não é uma responsabilidade isolada deste ou daquele governo estadual, mas nacional.

Portanto, os profissionais da Educação do Brasil não recebem o piso salarial por irresponsabilidade e ilegalidade dos poderes constituídos - todos eles - das três esferas, que se unem para retirar dos profissionais da Educação e da população pobre este direito assegurado na Carta Magna, de um ensino público de qualidade. Ao não pagarem o piso e não aplicarem uma política de valorização dos educadores, os governos estão apostando, de forma compartilhada, na destruição do presente e do futuro de milhões de brasileiros.

Não queremos saber de pré-sal, como tem prometido o ministro do MEC. Até lá já estaremos mortos ou aposentados e a Educação pública no Brasil já estará totalmente sucateada. Por que ele não propõe o pré-sal para financiar o superávit primário, que paga bilhões de reais anuais para poucas e ricas famílias? Por que eles propõem, apenas para os de baixo, estas políticas indecentes, sempre para o futuro, para o amanhã, para as calendas gregas?

Finalmente, as entidades sindicais, atreladas ao governo federal, convocam greve de três dias para criticar apenas os governos estaduais e municipais. Não contem comigo. Querem brincar de fazer protesto, estou fora. Tratem a nossa luta com mais seriedade e digam a verdade para a população brasileira. Digam em alto e bom som que os governos estão enganando a população, que não querem pagar o piso, que a justiça, o MP, os legislativos, a grande mídia, são todos cúmplices destes governos (federal, estaduais e municipal), e que são todos inimigos do povo pobre. Não querem investir adequadamente em Educação, Saúde e moradia, para que sobre mais recursos para os ricos, para os amigos dos políticos profissionais, para a elite cínica que partilha os recursos arrecadados com o suor do nosso trabalho, deixando-nos as migalhas. Proponham a federalização da folha de pagamento - até como resposta aos governos estaduais e municipais que dizem que não têm recursos para cumprir a lei do piso - e proponham uma greve bem organizada, nacionalmente, e por tempo indeterminado, com o envolvimento da comunidade, e aí sim, terão meu integral apoio.

Fora disso, é a enganação, o pão e circo, para manter a roda rodando sobre as nossas cabeças.

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!

***

198 comentários:

  1. Pois é este país só tem ladrões.È assalto a mão armada e também discaradamente.Não vejo a luz do túnel.Não dá para confiar em nenhum político.Nem se fosse meu pai .Aqui neste país o que impera é a lei do Gérson.Minha escola não vai fazer esta paralisação.Todos precisam saber mais essa: Minha escola tem alunos de tempo integral.A ordem do afilhado do faraó é economizar.Não terá contrato de professor e cantineiras para estes alunos.O áli babá está esperando parcerias de empresas para custear toda essa despesa.Não sei o que fazem com tanto dinheiro.Enquanto isso a escola funciona precariamente na espera.Bem Euler você não publicou e nem respondeu ao meu e de alguns aqui no blog sobre aquele documento para entrarmos na justiça.Você ainda não disse nada sobre ele.Acho que somente na esfera federal(acho) podemos ter alguma coisa.Enfim não vejo mudanças .Nada vai resolver neste país de tantos ladrões assumidos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, na sua escola não vão parar.Adianta reclamar de todos estes problemas e na hora H dar razão às mentiras do governo?Eis aí o motivo de tantas derrotas.Não se ganha uma guerra com poucas batalhas.A guerra continua.Na minha escola,alguns iam parar,depois do debate todos vamos parar.Se o Duarte Bechir disse que só 10% faz greve e 90% estão satisfeitos,preferimos ficar com os 10%.É mais digno!

      Excluir
  2. professoramaluquinha9 de março de 2012 13:07

    "Um político divide os seres humanos em duas classes: Instrumentos e inimigos"

    Os seres humanos que estão na direção do Sind-PELEGO, são os instrumentos. Os seres humanos do Quadro do Magistério, são os inimigos. Instrumentos ou inimigos: eis a questão.

    E nesse contexto, com certeza, quem sempre paga o elevado preço da desforra é quem está no campo de batalha, na arena nua e crua. Enfrentando todo tipo de abatimento emocional: assédio moral na escola (ADI e outros instrumentos), salas superlotadas, avaliações externas, reuniões extra-turno, conselhos de classe, diários, formulação, confecção e correção de provas e trabalhos, planejamentos e planos semanais de aulas, críticas, pressões, opressões, cobranças, um trabalho que gera enfermos: síndrome de Burnout, depressão, gastrite, úlcera nervosa, insônia, má qualidade de vida, alimentação precária (9:30h a merenda escolar / 15:00h outro prato de merenda escolar, as duas refeições diárias do professor que vai em jejum dar aula, na madrugada solitária), e tantas outras coisas.

    Também não contem comigo para greve sem seriedade. Brincar de protesto, não é exercício de cidadania, no mínimo é um ato de insistência em tomar um rumo para nenhum resultado sólido, efetivo, concreto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. José Alfredo Junqueira9 de março de 2012 15:13

      Professora,é por isto que estou insistindo em outra alternativa.O govêrno não esta nem aí para paralizações como esta.O que de fato "incomodou" o governo foram as "invasões" na ALMG e os protestos como o dos acorrentados na inauguração do tal relógio da copa.Neste momento o governo estava acuado(tambem pela atuação do Frei Gilvander)e convocou o sindicato para enganá-lo com o fatídico "compromisso" de implantar o piso na carreira.Como é que foram confiar num papel assinado por Danilo de Castro?Será que não sabem o que é este homem?Os deputados Rogério Correia e Antonio Julio conhecem muito bem a ficha(prontuário) deste homem(réu?).Bom,mas o que proponho é retomar as atividades que nos colocaram em vantajem,duas vezes por mês,nas terças na ALMG e outros protestos,e repouso nas quartas.Os participantes teriam apenas quatro faltas mensais.O que você acha?

      Excluir
    2. Com as devidas licenças, faço minha as afirmações da professoramaluquinha:

      "Também não contem comigo para greve sem seriedade. Brincar de protesto, não é exercício de cidadania, no mínimo é um ato de insistência em tomar um rumo para nenhum resultado sólido, efetivo, concreto."

      Excluir
    3. Professora Maluquinha, qual será seu plano mirabolante para resolver todos nossos problemas.Diga ,porque queremos que você nos defenda também e estamos disposto a lutar com você,mas que seja algo concreto sem ser ficar escrevendo no blog.

      Excluir
    4. A situação da educação estadual em Minas Gerais é tão complicada e contraditória que dá vontade de dizer: "O último a sair, apague as luzes."
      Anastasia e seus 51 comparsas, nunca mais.
      Boa sorte para a nossa luta. Vamos dar a resposta nas urnas. Vocês sabem muito bem quem são os 51 malfeitores. O governo de Minas Gerais levou 5 anos para implementar o plano de carreira e utilizou apenas algumas horas para destrui-lo. Isso mesmo, guerreiro Euler, vamos mostrar os nossos contracheques.
      Não desanimemos, a vitória está próxima. Anastasia que nos aguarde.

      Excluir
    5. Para: José Alfredo Junqueira
      Mar 9, 2012 10:13 AM

      "Professora,é por isto que estou insistindo em outra alternativa. O govêrno não esta nem aí para paralizações como esta."

      Sentido Etimológico

      Dica sobre ortografia: paralisações com "S"

      Qual a origem da palavra paralisia?

      Vem do Grego PARALYSIS, “afrouxamento”, de PARALYEIN, “enfraquecer, tornar incapaz”

      Excluir
  3. Eu como professor de física da escola estadual frei egidio parisi em uberlândia quero me manifestar dizendo que estou acompanhando desde o início a novela piso salarial. Difícil não desanimar com o desenrolar dessa história, pois com as injustiças que temos que lidar todos os dias contra a nossa categoria, me faz pensar que apesar da brilhante frase do nosso querido companheiro Euler que sempre fala no final de sua exposição nos textos: "força na luta, até a nossa vitória", difícil acreditar que esse PISO saia do papel, como está desde 2008.Com tantos inimigos que nos rodeia(inclusive dentro das escolas), é fácil às vezes pensar em desaminar....
    Mas estou firme tirando força de dentro de nem sei onde mais para seguir acreditando que sairemos com a vitória. Sabemos que somos formadores de opinião, mas somos mal organizados e desunidos, digo isso ao analisar a situação de minha escola. Acreditem que tem profissionais da educação que nem sabe quanto que vale piso, e que ele foi reajustado a alguns dias atrás. Estão andando de carro "novo" financiado e acham que estão ganhando uma fortuna, não dando a devida valorização que um profissional da educação tem que tem.
    Estou fazendo a minha parte. Pense se cada um fizesse a sua como cidadão consciente!
    Sigo acreditando apesar de tantos motivos para desanimar...
    Fora políticos inimigos da educação brasileira... As eleições estão chegando vamos votar consciente...

    ResponderExcluir
  4. O BRASIL NÃO É UM PAÍS SÉRIO.

    MINAS GERAIS ESTÁ SE TORNANDO UM ESTADO
    "APROPRIADO" PELOS PODERES CONSTITUÍDOS.


    CHEGA DE CORRUPÇÃO!!!

    CHEGA DE IMPUNIDADE!!!



    ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

    ResponderExcluir
  5. "DAQUILO CASTRADO", FICHA IMUNDA.

    SECRETÁRIO DE +++SATANÁS+++


    E AÍ MINAS GERAIS???


    TODOS CALADOS???



    ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daquilo Castrado...

      Você se refere ao Danilo de Castro ou

      Duílio de Castro? Temos que inventar outro

      sobrenome para estes parasitas. Eles são iguais até no nome. Cruz credo!!!

      Excluir
    2. Anastasia é sim, o pior governador de todos os tempos. Que todos aqueles incautos que votaram nesse ser, arrependam amargamente.
      Quanto aos 51 deputados que votaram pelo fim da carreira dos professores da rede estadual, que tenham o que merecem.
      Vamos fazer tremer as urnas.
      JUSTIÇA, JUSTIÇA, JUSTIÇA.
      Piso salarial pago aos professores representa o mínimo de decência dos governadores.

      Excluir
  6. Tá lá no Yahoo: "ONG lista mais de 30 que poderão ser barrados pela Ficha Limpa"

    http://br.noticias.yahoo.com/ong-lista-30-poder%C3%A3o-ser-barrados-ficha-limpa-151652726.html

    ~VERGONHA NACIONAL. E TÁ FALTANDO O ALIBABÃO DE MINAS E OS 51 INIMIGOS DA EDUCAÇÃO~

    ResponderExcluir
  7. Concordo plenamente combatente Euler, é preciso deixar claro que todos os entes da Republiqueta estão conscientes de nossa miserabilidade, do sucateamento dos serviços essenciais: educação, saúde, segurança, moradia e nada tem sido feito para reverter este quadro de atraso, historicamente comprovado.Temos que deixar muito claro para a categoria e para a sociedade quem é quem neste jogo de interesses em que o povo é sempre esquecido,usado e abusado.Uma aberração esta proposta de paralisação, uma afronta não só a nossa inteligência mas aos alunos carentes deste estado que perderam suas férias em função de nossa luta e que tiveram a compreensão de nos apoiar apesar dos enormes prejuízos que tiveram. Temos que ter mais discernimento para Lutar!Mais responsabilidade! Deixemos para o governo este horrível papel: o descompromisso e a mentira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marly, antes de tudo, tenho a impressão que conheço você. Sou de Pirapora, mas moro em Sete Lagoas.

      Gostei muito do seu texto, ou seja, já li os publicados em seu blog e fico feliz com toda a sua lucidez.

      Está passando da a hora de se deixar bem claro, de uma vez por todas, "quem é quem neste jogo de interesses", acrescento, mesquinhos.

      Eu e minha esposa não vamos paralisar nos dias propostos. Também acho que nossos alunos merecem mais, pois são todos de famílias trabalhadoras e o prejuízo do ano passado é incomensurável. Digo isso conhecendo por experiência própria, pois meus filhos estudam em escolas públicas e só voltaram às aulas nesta segunda-feira.

      A proposta do Sindicato foi muito infeliz e,por isso, vai "pagar o pato" junto a todos nós, que teremos o desprazer de ouvir governador e sua trupe mostrar-se como exemplo de educação para o Brasil. E esse é meu grande medo. No mais, vamos nos preparar, organizar, prever e tomar decisões democráticas numa greve nacional, por tempo indeterminado e indo para Brasília. Só lá teremos alguma chance de reverter o quadro vergonhoso em que nos encontramos.

      Um abraço a você e a todos os companheiros(as).

      Excluir
    2. Olá, pessoal da luta!

      Quero cumprimentar aos combativos colegas MARLY e JOAQUIM, que são, seguramente, duas das principais lideranças do nosso movimento hoje. Lutadores incansáveis, com capacidade de pensar os nossos problemas de forma ampla, madura, sem se deixar levar por frases de efeito. A nossa categoria precisa de fato refletir sobre as melhores formas e o melhor momento de agir para recuperar as perdas e os direitos sonegados pelo(s) governo(s).

      Respeito quem queira participar desta paralisação de três dias - que considero equivocada -, mas não aceito essa fraseologia oca, dos que dizem que não participar representa estar conivente com o governo. É muito simplismo este tipo de argumento. Deveriam questionar a direção que tem sido dada ao nosso movimento, inclusive nacionalmente, que tem provocado a nossa derrota.

      Lembro-me que durante a greve de 112 dias, em muitas ocasiões me dirigi aos colegas que não aderiram ao movimento. Quase sempre de forma respeitosa (confesso que as vezes a emoção me fazia avançar além das contas), e acho que muitos se convenceram que era preciso parar, sensibilizados apelo que fizemos, sem que fosse preciso fazer chantagens, ou chamá-los de inimigos ou traidores ou que estivessem a serviço do governo.

      A nossa unidade será construída com respeito entre os colegas da base, entendendo as limitações, o contexto em que vivemos, e procurando construir uma proposta de luta séria, que consiga de fato unir a categoria, na sua maioria, pelo menos. E envolvendo a comunidade nesta luta, pois estamos falando de interesses comuns dos de baixo, e não apenas de interesses exclusivos nossos, enquanto educadores.

      Um forte abraço a todos e força na luta!

      Excluir
  8. Boa tarde, caros colegas. Recebi da Assembleia Legislativa MG, via e-mail noticias de que o dep. duarte bechir( minúscula mesmo) "admitiu q existem escolas com turmas multisseriadas, mas que isso só ocorre em pequenas localidades, onde o nº de alunos não passam de 4". Fiquei triste (+ ainda), pois tenho turma multi(1º e 3º anos ) com 13 alunos sem contar que tenho um aluno q necessita de atendimento especial, por sinal muito dependente. E a SRE não permite contratar um apoio pedagógico. O cara não conhece a realidade do povo q paga o seu gordo salario. Estou indignada com o caos da educação mineira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele conhece sim, o problema é que é um canalha da turma do PSDB, cujo lema é nao prectiso que as coisas estejam bem... é preciso apenas afirmar que estao.

      Excluir
  9. So fazer as contas e vao ver que pelo fato da proporcionalidade temos esse salario de 2.200,00. Veja como o Anastasista, a SEE e Gazzola etc chegaram nesse valor:
    1.451,00 / 40 = 36,275 * 24 = 870,00
    870,00 + 51,61% = 1319,91 ou seja pro governo recebemos o piso salarial pois a propria lei nao é clara quando ela estabelece até 40h (e tem seu artigo que abre brecha pra proporcao. Além do mais a referida lei não estabelece nada em relacao a obrigacao de plano de cargos e salarios definindo normas de escolaridade e promocao BEM definidas.
    Resultado disso é fazer greve greve greve semana que vem... Só assim teremos modificacoes nessa lei e deixando claro nossos valores e obrigando os estados a pagarem nosso piso corretamente sem somar ao nosso teto com vantagens...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isto mesmo,independente de briguinhas com sindicato,esta paralisação é nacional e Minas é a mais prejudicada.Vamos à luta até a vitória.

      Excluir
    2. Concordo com a paralisação.
      Vamos lutar pelos nossos direitos.
      NOSSO INIMIGO É O GOVERNO ESTADUAL.

      Excluir
  10. Por este e outros milhões de motivos é que temos que parar na greve nacional. Não se trata de apoiar PT, CUT ou Sindutemg, mas de lutar pelos nossos direitos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente, temos que lutar agora, caso contrário ficaremos a ver navios. Se cruzarmos os braços pode ter certeza que o governo vai adorar e dizer aos quatro ventos que estamos satisfeitos com o subsídio.

      Excluir
    2. Parabéns Clayton,atitude madura e sensata.Nosso inimigo não é o sindicato,mas os governos estadual e federal.Vamos à luta!!!

      Excluir
  11. Hoje eu vi um e mail que a escola recebeu, explicando que a SEE recebeu um oficio do sind ute informando a respeito da paralisação nacional na semana que vem. O e mail esclarecia que todos os funcionários que aderirem a paralisação devem ter o ponto cortado com FALTA GREVE, e que em hipótese alguma os alunos podem ser liberados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Diretor nesta tarde,comunicou aos professores, que segundo a SEE, quem fizer paralização não terá direito a férias-prêmio.

      Excluir
    2. Olha pessoal, dá até vontade de parar, prá ver estes diretores babacas ficarem com a escola cheia de alunos e não terem o que fazer com eles.Já pensaram,como isso seria bom?????

      Excluir
    3. "O e mail esclarecia que todos os funcionários que aderirem a paralisação devem ter o ponto cortado com FALTA GREVE, e que em hipótese alguma os alunos podem ser liberados."

      AH! É? SE OS PROFESSORES NÃO ESTÃO NA ESCOLA, OS ALUNOS VÃO FICAR COM QUEM? A ESCOLA INTEIRA FICA LOUCA QUANDO OS PROFESSORES FALTAM.
      PARALISAÇÃO, JÁ. ANASTASIA E OS 51 ROUBARAM A NOSSA CARREIRA. ELES NOS DEVEM, E MUITO. CADA DIA QUE PASSA, DEVEM DEVOLVER, E EM DOBRO.
      PARALISAÇÃO, SIM. É UMA FORMA DE MOSTRAR DESCONTENTAMENTO.
      TENHO CERTEZA DA VITÓRIA.

      Excluir
    4. Trabalhem com os pais para não mandarem os filhos.Eu não vou mandar meu filho, os professores precisam de apoio.

      Excluir
    5. Férias prêmio é um DIREITO.Lute por ele, nem que seja na justiça.

      Excluir
    6. Diretor de qual escola? divulgue o nome deste sacana...

      Excluir
    7. Mentira!!!!!!A proibição deve-se a outros fatores.

      Excluir
    8. Que tal pedir aos pais para não mandarem seus filhos à escola nestes dias? Por que o filho do assalariado tem que ter professor mal pago, infeliz, adoecido de tristeza e sem esperança? Será que pretendem privatizar ou municipalizar as escolas estaduais? Filho de assalariado e pobre não merece respeito?Senhores pais fiquem atentos...

      Excluir
  12. MINAS GERAIS É O ESTADO DA MENTIRA, DIA 1º DE ABRIL DEVERIA SER FERIADO AQUI. GOVERNO MENTIROSO, COM IMPRENSA MENTIROSA E OS QUE LUTAM PELA VERDADE E PELO QUE É DIREITO SOFREM E NÃORECEBEM O QUE REALMENTE MERECEM. TENHO VERGONHA DE SER MINEIRO E MAIS VERGONHA DE PROFESSORES QUE NÃO VÃO PARALISAR AGORA. CONIVENTES COM A MENTIRA NÃO DEMONSTRAM SUA INDIGNAÇÃO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa!

      DIA 1° DE ABRIL, DIA DO GOVERNO DE MINAS GERAIS.


      ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

      Excluir
    2. Aqui em Minas é dia 1º de abril todos os dias para o governo.

      Excluir
  13. Nesse post, Euler conseguiu dizer com muita clareza e propriedade: a greve de 3 dias será(mais uma vez) para as manifestações partidárias, pois, teremos eleições este ano. O não cumprimento da lei do piso é de inteira responsabilidade do município, do governo estadual e do GOVERNO FEDERAL, que deveria complementar as diferenças financeiras necessárias. Porém, nenhum das 3 esferas fazem algo. A lei do piso foi feita para não ser cumprida mesmo e gerar a insatisfação e conflitos políticos partidários. Concordo plenamente que os sindicatos estão a serviço dos governos FEDERAL(principalmente) e aliado do estadual(afinal membros do sindicatos, certamente almejam outros cargos). O que se deve fazer? Talvez um novo sindicato, com pessoas novas, mentes renovadoras, sem vícios e que queiram de fato lutar pela classe. Se surgir um novo sindicato, com novas posturas, com certeza absoluta todos os professores de Minas estarão juntos, aliados. Mas, para isso, os professore precisam de mudar de postura, de atitude, de auto-estima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só nesse país de merda que acontesse isso, sabe porquê? Porque só tem pamonhas que fica esperando aparecer um salvador da patria para resolver todos os problemas.Tome como exemplo os país da EUROPA, as pessoas são bem informadas e tem coragem de ir para as ruas reivindicar os seus direitos.Não aguento mais tanto blá, blá blá

      Excluir
    2. Caros colegas; OLHA NO QUE DÁ A INDIGNAÇÃO... UM PROFESSOR, AMIGO MEU DISSE QUE EM NOSSA ESCOLA, QUE ATENDE A CERCA DE 2.800 ALUNOS, DEVEMOS TER POSTURA DE ESCOLA DE QUALIDADE E EXIGIR A CONTRAPARTIDA POR PARTE DOS ALUNOS. Assim... teremos como resultado... A REPROVAÇÃo em MASSA. TUUUUDO QUE A SEE NÃO GOSTARIA DE APRESENTAR PARA A SOCIEDADE. AFINAL...DISTRIBUIMOS 100 PONTOS POR QUATRO VEZES NAS ESCOLAS ESTADUAIS, ATÉ QUE O ALUNO SEJA APROVADO.

      Excluir
  14. Recebi ontem em minha casa um jornaleco do dep. Duílio de Castro (Sete Lagoas) Fiquei indignada com o que li: ele disse que ao dar ao efetivado o direito de mudança de lotação /remoção, ele estava ponto fim a algumas REGALIAS. Agora pergunto: que regalias nós temos? O que eu tenho são direitos e direitos adquiridos com muita luta. Quer dizer que o direito de mudança de lotação e de remoção é regalia? É bom para o povo de SL e região saber o que pensa o Sr. Duílio de Castro a nosso respeito. Nobre deputado , vamos listar quem tem mais regalias? O senhor ou o professorado?

    ResponderExcluir
  15. Os motivos que tenho para fazer
    a greve de 3 dias são maiores do
    que os motivos que não tenho para
    fazê-la.Sinceramente,qualquer coisa
    que eu possa fazer ,por menor
    que seja,para amenizar a raiva que
    sinto dos sacanas que sempre pisam
    nos de baixo,farei.Desculpem,pessoal,
    mas chega a ser ódio dos ordinários.
    Não quero nunca perder a capacidade de me indignar e reagir.Pararei.Sou muito impor-
    tante para mim.

    ResponderExcluir
  16. Euler,

    entrei no blogrenatavilhena.blogspot.com , na noticia:" Folha de SP e agencia do Brasil mostram que MG paga um dos melhores salarios do país para os professores" e nos comentarios fiz a seguinte pergunta :Qual é a diferença entre piso salarial e teto salarial? Pasmem !!!!!!
    Ela me respondeu: " Piso é valor mínimo que deve ser pago por uma determinada carreira e teto é o valor máximo que se pode ser pago."

    Alguém Comentou:Entao você reconhece que MG não paga o piso, uma vez que unificou o salário numa remuneração global com todas as gratificaçoes?

    Renata respondeu:"NÃO DISSE ISSO, E NÃO ENTENDI A RELAÇÂO QUE VOCÊ FEZ."

    Tem momentos que acho que o governo acredita que os professores de MG têm dificuldades de interpretação .
    Seria bom que todos educadores de mg começassem a encher o blog da Renatinha de comentários. Vamos incomodá-la, gente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mulherzinha "ridícula". Não sabe nada. Tem sempre alguém para analisar e responder no lugar dela. Ela lê e dá o aval. Viram o aspecto dela? Esquálida e desgastada. E continua mentindo...Saia desta renata. Por hora vc tem serventia. Mas até quando????????

      Excluir
    2. Sorry pelo equívoco. Eu postei e faço a correção: onde se lê "por hora vc tem serventia", leia-se "por ora",ou seja, no momento.

      Excluir
  17. Alguém sabe me informar se as férias prêmio foram liberadas? A nossa honra está em jogo. Greve já.

    ResponderExcluir
  18. MINAS GERAIS TEU NOME É MENTIRA!
    Tenho "VERGONHA" de ser mineira. Como é possível tanta MENTIRA? O ditador que desgoverna MG é sem dúvida "um doente". Este "narciso" não é político e nem técnico. As invenções malucas do dito não podem ser contestadas. Os funcionários do baixo clero da see, da sepraga bem os diretores de SRE, de escola, inspetores babam na "CRIA" do capeta: naná o nocivo. Se alguém chutar o s... do narciso pega a boca de muita gente. QUE GOVERNO RIDÍCULO, TRAPALHÃO, CORRUPTO... QUE APETITE VORAZ PELO PODER! Jesus misericórdia! Estamos adoecidos diante de tantas maldades e falcatruas. Será que fizeram pacto com o coisa ruim?

    ResponderExcluir
  19. Fiz contato com a presidenta e aguardo resposta. Penso que poderíamos abarrotar a caixa de e-mail da casa civil. Pode não resolver mas ficará registrado o descontentamento dos professores mineiros.

    ResponderExcluir
  20. "CAROS COLEGAS EDUCADORES!!! NÃO DÁ PARA ESQUECER ESTAS FIGURAS!!! 'Deputados inimigos da Educação pública e dos educadores: Alencar da Silveira Junior, Ana Maria Resende, Anselmo José Domingos, Antônio Carlos Arantes, Antônio Genaro, Antônio Lenin, Arlen Santiago, Bonifácio Mourão, Bosco, Célio Moreira, Dalmo Ribeiro, Deiró Marra, Délio Malheiros, Doutor Viana, Doutor Wilson Batista, Duilio de Castro, Carlos Henrique, Carlos Mosconi, Cássio Soares, Fabiano Tolentino, Fábio Cherem, Fred Costa, Gilberto Abramo, Gustavo Corrêa, Gustavo Valadares, Gustavo Perrella, Hélio Gomes, Hely Tarquinio, Inácio Franco, Jayro Lessa, João Leite, João Vitor Xavier, José Henrique, Juninho Araújo, Leonardo Moreira, Luiz Carlos Miranda, Luiz Henrique, Luiz Humberto Carneiro, Luzia Ferreira, Marques Abreu, Neider Moreira, Neilando Pimenta, Pinduca Ferreira, Romel Anízio, Rômulo Veneroso, Rômulo Viegas, Sebastião Costa, Tenente Lúcio, Tiago Ulisses, Zé Maia, Duarte Bechir.

    ResponderExcluir
  21. CAROS COLEGAS PEÇO-LHES ENCARECIDAMENTE QUE ASSISTAM AMANHÃ,SÁBADO, PELA TV ASSEMBLEIA A REPRISE DO DEBATE.É PRECISO ESTAR POR DENTRO DA SITUAÇÃO.ALIÁS,NÃO VI COMENTÁRIO DO EULER SOBRE O MESMO.HORÁRIO: 08:30.NÃO PERCAM.

    ResponderExcluir
  22. INÁCIO FRANCO
    PV
    Pará de Minas, Carmo do Cajuru, Ouro Fino, São Gonçalo do Pará, Nova Serrana, Bom Despacho, Belo Horizonte, João Pinheiro, Pitangui, Maravilhas, Itaúna, Unaí, Papagaios, São Gonçalo do Abaeté, Uruana de Minas, Araújos, Matutina, São Gotardo, Tiros, Paracatu, Cabeceira Grande e Brasilândia de Minas.
    Para lembrar
    JAIRO LESSA
    DEM
    Itabirito, Governador Valadares, Mariana, Nanuque, Belo Horizonte, Ervália, Engenheiro Caldas, Aimorés, Sete Lagoas, Virginópolis, Central de Minas, Marilac, Berilo, Divino das Laranjeiras e Santa Maria do Salto

    ResponderExcluir
  23. AMIGOS

    FIQUEM TRANQUILOS QUE ESTA GREVE DE 3 DIAS IRÁ FRACASSAR. NA MINHA ESCOLA MUITOS QUERIAM PARAR, MAS QUANDO SOUBERAM DO OFÍCIO QUE BH ENVIOU AS ESCOLAS SOBRE O CORTE DE PONTO, FEZ MUITOS DESISTIREM.
    QUAL SERIA ENTÃO A ESTRATÉGIA DE LUTA? GREVE NÃO DÁ MAIS CERTO...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A verdade é que ninguém queria parar, pois quem seria ingênuo de achar que não haveria corte de ponto ou você acha que o estado irá pagar para não trabalhar??? Se as três faltas são mais importantes que a nossa indignação, então é sinal de que devemos baixar a cabeça e trabalhar sem reclamar. Pelo menos, que os professores dêem aulas sobre a situação da educação em Minas.

      Excluir
    2. Penso que devemos ter "um caixa" para situações como estas. Como podemos viabilizar a idéia? Muitos não param pq perder 03 dias de trabalho faz diferença no orçamento.

      Excluir
  24. Já viram a orientação do Sr Noronha?

    QUE TAL DEIXARMOS TODOS OS DIRETORES ESCOLARES DE MG SOZINHOS COM TODOS OS ALUNOS DURANTE 03 DIAS?

    ACHO QUE CHEGOU A NOSSA VEZ DE DARMOS O TROCO...



    ESTADO DE MINAS GERAIS


    Oficio Circular SG N9 il/2012

    Belo H0rizonte,0-9de março de 2012.

    Senhor (a) Diretor (a),

    Pelo OF. SEDE CENTRAL/SEO 094/2012, a Coordenadora do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educaçäo de Minas Gerais - SINDUTE comunìcou à Secretaria de Estado de Educaçäo, a parailisaçäo das atividades dos profissionais da Eclucaçäo Básica da rede estaclual para participar da

    - Greve Nacional dos Profissìonais da Educaçäo Básica, nos dias 14, 15 e 16 de março de 2012.

    Assim sendo, cabe à da SRE e das escolas estaduais adotar as medidas necessárias para
    garantir 0 furlcionamento das mesmas, preservando 0 interesse dos alunos.
    Nâo poderá ocorrer, em nenhuma hipótese, dispensa dos alunos das aulas nos dias indicados; cabe à direçäo da escola assegurar que näo aconteça.

    O servidor que aderir à greve terá as ausências ao trabalho registradas como FALTA GREVE.

    Na informaçäo da freqüëncia do servidor deveräo ser utilizados os seguintes códigos de
    NATUREZA:

    50.06 - Faltas .Dias Greve - Quadro Administrativo

    50.07 Faitas/Aulas Greve - Aulas obrigatórìas

    50.08 - Faîtas/ Aulas Greve Extensäo de carga horária

    50.09 Faltas/Aulas Greve -

    50.10 - Faltas/Aulas Greve db carga horárla - Título Declaratório

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que medidas serao tomadas? contratarao professores? intimidarao os grevistas???Vontade de parar para sempre.

      Excluir
    2. Sujeito ridículo! Está a postos há anos para servir a qualquer um que esteja degovernando. Alguém no blog comentou sobre "quão delicado" é a peça! Da sepraga foi para a see. Será que a secretária não tem competência e mandaram este funcionário para fazer o papel que deveria ser desempenhado por elazinha? Quais decisões são tomadas de fato por esta senhora? Que governador mal assessorado...Todos das SRE tem medo de conversar com este "senhor das gerais". Em pleno século XXI...Onde fica a gestão compartilhada?

      Excluir
    3. EX- PROFESSORA mas na luta.
      Deixa cortar os 03 dias...Não podemos dar o gostinho a estes demos.
      Euler será que podemos fazer um "caixa" para situações como esta?

      Excluir
  25. Êh dupla!
    Duarte Bechir
    PMN
    Campo Belo, Candeias, Santo Antônio do Amparo, Jesuânia, Perdões, Cana Verde, Lambari, Santana do Jacaré, Cristais e Aguanil.



    Quando a greve foi suspensa, o governo montou uma comissão de negociação, o deputado Bechir chegou a solicitar que a comissão composta de Deputados , Governo e Sindicato, fosse ampliada de modo que ele pudesse a compor a comissão. Porém, isso não foi possível. O deputado foi um dos grandes defensores do sistema remuneratório que acabou com os direitos dos educadores.

    Diniz Pinheiro
    PSDB
    Ibirité, Belo Horizonte, Novo Cruzeiro, Sarzedo, Brumadinho, Carlos Chagas, Matozinhos, Ladainha, Mário Campos, Carandaí, Contagem, Lagoa Santa, Paraopeba, Gonzaga e Setubinha.


    Apesar de não votar, já que é o atual presidente da ALMG, Diniz Pinheiro teve um papel desonroso. O presidente agiu por diversas vezes no sentido de reprimir os professores que compareciam à ALMG para acompanhar as votações. Não foram poucas vezes que o deputado se referiu aos professores insinuando que eles não deveriam estar ali. Além disso, tentou impedir a entrada de professores na ALMG no dia 21/11/2011 para acompanhar a votação do projeto. Vale lembrar que a participação do cidadão de forma presencial na ALMG não é apenas um direito, mas é um dos fundamentos e razão de ser das Casas Legislativas. Depois de muito protesto e denúncia a imprensa o Deputado Diniz Pinheiro finalmente autorizou a entrada de professores. Porém, todos os professores tinham que ser revistados, registradas as identidades, fotografados. Enfim, os professores que foram acompanhar a votação de um PL que mexe diretamente com a suas vidas, foram submetidos a um processo terrível de constrangimento. Graças ao deputado Diniz Pinheiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este diniz pinheiro tem cara de batráquio. (que estes me perdoem). Ô coisa sem jeito! Os dePutados deveriam ser revistados na entrada ou na saída? Ou em ambas?

      Excluir
  26. AnônimoMar 9, 2012 11:57 AM, há outros meios de demonstrar indignação. Há outras vergonhas a ter. E ponha os pés no chão, se há conivência com a mentira não é da parte dos professores, e sim do sindicato, partidos e governos.

    ResponderExcluir
  27. DEPUTADO TIAGO ULISSES,

    UM DOS 51 TRAIDORES DA EDUCAÇÃO NA ALMG.


    "DAQUILO CASTRADO", FICHA IMUNDA, SECRETÁRIO DE +++SATANÁS+++, MAIS SUJO QUE PAU DE GALINHEIRO, MAIS SUJO QUE O RIBEIRÃO ARRUDAS.

    E AÍ MINAS GERAIS???


    ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

    ResponderExcluir
  28. COMPANHEIROS, PENSEI MUITO E CHEGUEI A CONCLUSÃO QUE DEVO FAZER A PARALISAÇÃO DE TRÊS DIAS. E ISTO POR QUE?PORQUE QUERO GRITAR COM MEUS COMPANHEIROS DE LUTA TODA A MINHA INDIGNAÇÃO.NÃO ESTOU MORTA,TENHO SANGUE NAS VEIAS E ACHO QUE SE EU FICAR AQUI ,LENDO COMENTÁRIOS TODOS OS DIAS E TENDO ATAQUES DE RAIVA E DE ANSIEDADE DE NADA VAI ME SERVIR.ACHO QUE NESTES DIAS DE PARALISAÇÃO PODEREMOS VER CONCRETAMENTE A QUE PÉ ESTAMOS E A PARTIR DAÍ DAR RUMOS A NOSSA LUTA.DEVEMOS DAR MAIS UM VOTO DE CONFIANÇA AO SINDICATO QUE TEMOS.SE NÃO ESTÁ LEGAL,QUE EXIJAMOS O MELHOR,POIS AFINAL,SOMOS NÓS QUEM O PAGAMOS. ESTE NÃO É O MOMENTO DE DISE ME DISSE . O MOMENTO É SÉRIO E DEVEMOS NOS PREPARAR PARA O ATAQUE COM MUITA OBJETIVIDADE.SE MINAS É O ESTADO MAIS PREJUDICADO,PORQUE NÃO MOSTRARMOS A NOSSA INDIGNAÇÃO.AFINAL CORDEIRINHOS DO GOVERNO SÃO AQUELES 51 MISERÁVEIS QUE ACABARAM COM A NOSSA CARREIRA,E NÃO NÓS,EDUCADORES, QUE ESTAMOS LUTANDO CONTRA A MENTIRA DESTE GOVERNO TIRANO.ACHO SINCERAMENTE,QUE O SINDICATO LUTOU SIM,NÃO DEVEMOS NEGAR.MAS,COMO EM TODAS AS BATALHAS ,UM TEM QUE PERDER E INFELIZMENTE,AS MENTIRAS DO GOVERNO VENCERAM.PREPAREMOS ENTÃO OUTRAS ESTRTÉGIAS,CONFRONTANDO-AS COM AS QUE NÃO DERAM CERTO AFINAL NINGUÉM É PERFEITO,MAS O CAMINHO DA QUASE PERFEIÇÃO PODE SER CONSTRUÍDO .NUNCA SOZINHOS,MAS UNIDOS COM O MESMO OBJETIVO E A MESMA DISPOSIÇÃO.ESTES DIAS DE PARALISAÇÃO,SERÃO DE GRANDE VALIA ,PARA DECIDIRMOS O QUE QUEREMOS REALMENTE E PODEREMOS AVALIAR AS PROPOSTAS DO SINDICATO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Palavras maduras e sensatas!Ficar de briguinha com sindicato agora é no mínimo infantil se nosso objetivo é o mesmo e nosso inimigo é só um.VAMOS À LUTA!

      Excluir
  29. Beth /belo horizonte9 de março de 2012 23:57

    Redirecione a carta da professora Marly para ONU...O Brasil já ultrapassou todos os limites...O estado brasileiro é omisso em todos os níveis...não adianta falar com o governo federal! A OMISSÃO É GERAL!

    Na escola da minha filha, o governo demitiu vários professores ( não renovou o contrato) e criou turmas de até quarenta alunos..Um absurdo!

    ResponderExcluir
  30. Freqüentei por pouco tempo as carteiras das escolas, mas sempre respeitei os Srs.Professores, infelizmente os governantes, nas últimas décadas,desvalorizaram os nossos queridos mestres. Sou do tempo em que o mestre pegava na mão do aluno para ensinar-lhe a escrever. Agradeço aos Professores não só em meu nome mas tb em nome de meus três filhos.Sinceramente lamento a falta de tato dos atuais governantes como os nossos Mestres.
    Srª. Marly, infelizmente o ministro Mercadante não é confiável, ele tem duas caras, lembra-se quando ele renunciou a renuncia, porque o seu pai Lulla solicitou para que voltasse atrás em sua decisão?

    Parabéns pelo desabafo, e fique com Deus.

    ResponderExcluir
  31. Vamos trabalhar nesses 03 dias vestidos de LUTO pela educação em MG e no dia 1° de ABRIL(dia da MENTIRA),fazermos bastante barulho na porta da ALMG,prestando uma bela homenagem ao nosso querido patrãozinhe aos seus 51 amiguinhos,consagrando esse dia como DIA DO ANASTASIA.E como se trata de homenagem,certamente a imprensa comparecerá!!!!!kkkkkkkkkkk!!!!!

    ResponderExcluir
  32. http://correiodobrasil.com.br/
    Escândalo na Justiça: CNJ investiga esquema milionário em fundação de tucanos mineiros
    SÓ MAIS UM ENVOLVENDO PADRINHO E AFILHADO!
    MINAS GERAIS?

    ResponderExcluir
  33. O Estado brasileiro, está falido...Está muito próximo de países do oriente médio pós guerras civis.Concordo com o professor Euler, diante da falência das instituições e da conivência mercenária da imprensa...Vai ficar difícil sensibilizar um povo afeito à pão e circo (futebol e carnaval). A imagem que me vem, quando penso na situação atual do país, é da grande mesa posta para o senhor de engenho na casa grande, onde as migalhas eram propositalmente deixadas cair para que os negros as apanhassem. Continuamos como sempre fomos: eternamente casa grande e senzala, descrita na obra do intelectualoide Gilberto Freire, onde alerdeava nossa cordialidade...Hoje vejo no programa "Esquenta" a missão da burguesa Regina Cazé, nos impor uma suposta cordialidade entre negros, pobres, gays, homens e mulheres que nunca existiu...Nojo!

    Desculpe a viagem, mas é que parece-me que sobre a gente tudo foi dito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DEPUTADO GUSTAVO VALADARES,UM DOS 51 EXTERMINADOR DA EDUCAÇÃO NA ALMG.ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DO SÉCULO.

      Excluir
    2. Gustavo Valadares e Ziza Valadares, mesma família.
      A aprendizagem passa de pai para filho.

      Excluir
  34. Vejam a cara de pau do que se diz "governador de minas"
    http://ead.educacao.mg.gov.br/ditoefeito/editorias/que-fique-bem-claro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o governo lutando em todas as frentes para nos enfraquecer...

      Excluir
  35. Colegas, viram o novo site do governo falando da "maravilhosa" educação em MInas? É de deixar qualquer um de boca aberta. "Dito e feito" o nome do site.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este título é a cara do nosso governador. Ele diz uma coisa e faz outra, por isso o Dito e Feito reflete a postura de alguém que não respeita os outros e comanda o estado com ares de ditadura hitlariana.

      Excluir
    2. Que gente sem criatividade. Já existe um blog com este nome que versa sobre moda, há no RJ um bar e happy hour com o mesmo nome Dito e Feito. O da see para ser diferente colocou "&" entre as palavras. Além de "mal dito" é "mal feito" e "mal resolvido". Qual gênio criou esta coisa? Alguém se interessa por mais esta invenção do século que alardeia as maravilhosas MENTIRAS da educação em MG? Esta tchurma mente tanto que as mentiras lhes soam como verdade! CRUZES!!!

      Excluir
  36. Se você não parar nos 3 dias estará, sim, sinalizando que concorda com toda a maldade ocorrida contra os Trabalhadores da Educação. Quer dizer que você é tão ruim ou mais que esse governador + os 51 pilantras + as pilantrinhas! Dizer que corte de três dias faz tanta diferença salarial é covardia, pois o valor pelo qual lutamos, e que vamos conseguir, é muito maior do que as migalhas que serão retiradas! Juízo, pessoal! Só fazendo manifestação é que será possível dar publicidade aos abusos e absurdos que ocorrem por aqui! Eu vou parar, mesmo que sozinha. Não me acostumei a cruzar os braços para as coisas com as quais não concordo! Depois que resolvermos nossas pendências com o Governo, vamos analisar a situação do sindicato para tomarmos as medidas cabíveis. Por hora, estejamos unidos, pois nosso inimigo ainda não é o Sindicato. Vamos lá!!!! Força e fé!!! "Quem sabe faz a hora, não espera acontecer!"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cida,você falou bem.Dia 14 direi PRESENTE nas paralisações.Vamos à luta!

      Excluir
  37. Se o desgoverno de Minas já pagar um valor acima do piso nacional , não entendo porque ele está preocupado com paralisação nacional.

    ResponderExcluir
  38. Que tal nestes três dias írmos para a escola e não entrarmos na sala de aula?

    ResponderExcluir
  39. CONSULTA BÁSICA

    Onde se localiza no Blog o campo de busca por palavra-chave?

    ResponderExcluir
  40. Anônimo Mar 9, 2012 01:18 PM
    Coitada! Então esta fräulein não consegue convencer? Outra louca prenhe de poder! Tão esquisita como as demais que fazem tudo que o "narciso" ordenar. Ô gente feia por dentro e por fora.
    E tem também os homens do baixo clero da see e da sepraga que... se alguém chutar o s.. do führer, "naná o nocivo", pega a boca deles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Companheiros(as),

      Esse debate precisa ser urgentemente feito por nós.

      A greve configura-se como a grande escola onde os trabalhadores se educam para as transformações sociais.

      No caso dos serviços públicos, a sua paralisação (greve) afeta diretamente a sociedade e dentro dela aqueles que não dispõem de recursos para contratar serviços particulares, ou seja, a grande maioria dos próprios trabalhadores. Quando isto ocorre, muitas vezes, a população, sob o efeito da desinformação produzida pela máquina de propaganda do Estado, se volta contra os professores, funcionários da saúde, serviços admiinistrativos e o movimento se isola diante da falta de solidariedade dos usuários daquele serviço público. Sentindo a pressão, muitos trabalhadores voltam ao trabalho provocando o esvaziamento da greve.

      Possíveis soluções que precisamos buscar coletivamente. Garantir o apoio da população e principalmente dos usuários diretos daquele serviço, seja escola, posto de saúde, etc., através de sua convocação para dentro das instalações onde os serviços são prestados para receberem as explicações sobre os motivos da paralisação e aproveitando o ensejo para mostrar, in loco, as deficiências e o descaso dos gerentes de plantão em relação àquele serviço tão essencial para o povo. Em segundo lugar, promover o maior desgaste possível da imagem do gerente de turno colocando a nu sua condição de mero representante dos grandes burgueses, atendendo todas as suas exigências, enquanto que ao povo destina apenas migalhas do que arrecada.

      Vou paralizar os proximos dias 14,15,16 por que o nosso trabalho de base com a comunidade está no inicio (sempre feito, mas ao meu ver com debilidade) e o debate acima não foi feito de forma aprofundada no Congresso.

      De um jeito ou de outro, temos que agir. Apesar do enorme sacrificio financeiro e do desgaste emocional, colocando tudo na balança, vale a pena aderir a paralisação nacional, em que pese o peleguismo da CNTE (outro problema para resolvermos).

      A nossa luta vai ser para repensar as nossas formas de luta.

      Saudações,
      Rômulo - ainda um pouco debilitado devido as complicações do calculo renal, mas na medida do possível firme na luta.

      Excluir
    2. Parabéns,Rômulo,você disse tudo.Precisamos desmentir a prepotência deste governo que diz(ás vezes com razão,sei lá...)que só 10% dos professores estão insatisfeitos e que 90% não participam das greves,que o sindicato defende 10% e que o governo atende aos 90%.Se não nos manifestamos ele está certo em pensar assim "QUEM CALA CONSENTE."Eu vou parar.

      Excluir
    3. Anônimo: Mar 10, 2012 10:09 AM

      Companheiros(as),

      Esse debate precisa ser urgentemente feito por nós.

      “Vou paralizar os proximos dias 14,15,16”

      Que tal: “Vou paralisar nos proximos dias 14,15,16”

      Excluir
  41. Acho este governador de MG mto ingênuo. Está fazendo coisas erradas e seus assessores não o advertem. Será que querem a caveira dele e consequentemente a do aecim "o prepotente"? Quem sabe ficaremos livres destas 02 peças? Jesus esteja conosco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ingênuo? KKKKKKKKKKKKK
      Papai Noel tb existe.
      Ingênuo é vc.

      Excluir
  42. Colegas já leram a "ficha" do danilo ficha suja no portal da see? É de comover até a Madre Teresa de Calcutá. Quanta hombridade...Quantos feitos em prol dos outros...
    Dizem que ele não tem desafetos nem inimigos...
    É FEIO de dar medo. Não deixem as crianças olharem a foto dele. Cruz credo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pesquisem a ficha deste sujeito no google em "novojornal"

      Mais sujo que pau de galinheiro,
      mais sujo que o ribeirão arrudas.

      E aí Minas Gerais???

      Excluir
  43. Euler e colegas de luta

    não sei se vou parar porque aqui em minha cidade, sempre a mesma escola que pára e infelizmente a nossa classe é imensamente desorganizada, desmotivada e leva a profissão na maré e vai... vai... levando.

    A única coisa que sei é que vou preparar material para dar aula sobre a situação dos professores em Minas e este momento não vou deixar passar em branco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não pense nos outros professores,Faça como eu .Eu disse na minha escola que independentemente de alguém parar ou não,eu pararei,na hora do recreio conversei com as colegas, expus meus motivos e no final todas vão parar.A SEE já mandou ofício para os diretores não dispensarem os alunos em hipótese alguma.Quem eles pensam que somos para mandar alguma coisa nas nossas decisões?Muitos abaixam a cabeça e depois vem reclamar do sindicato.Não importa que você seja a única .Eu sou uma dos 10%.Firme na luta!

      Excluir
  44. FALA DO PROFESSOR EULER

    Caro professor Euler,

    parabéns pela entrevista ao Frei Gilvander. Você soube muito bem esclarecer algumas questões-chave para que a sociedade tome conhecimento da real situação da educação em Minas Gerais e no Brasil.

    Particularmente, gostaria de destacar um momento de sua fala, que esclarece muitas dúvidas e falta de discernimento de muitos professores que, atribuem à greve as perdas e perseguições que sofremos do governo estadual.

    Você disse:

    "...Os professores não perderam devido à greve, mas sim, por causa da política empregada pelo governo..."

    De fato, esta é a verdade. Se apanhamos, perdemos, fomos maltratados, retaliados, sofremos cortes de salário e perdemos nossa carreira, não foi porque fizemos greve, mas sim pela vergonhosa política de governo, que desrespeita a sociedade mineira.

    Aceitar a idéia de que estamos nesta situação porque fizemos greve é sinal de total descompromisso com nosso direito de lutar.

    Greve já!

    Atenciosamente,

    Raimundo Santos

    ResponderExcluir
  45. Caro professor Euler,

    parabéns pela entrevista ao Frei Gilvander. Você soube muito bem esclarecer algumas questões-chave para que a sociedade tome conhecimento da real situação da educação em Minas Gerais e no Brasil.

    Particularmente, gostaria de destacar um momento de sua fala, que esclarece muitas dúvidas e falta de discernimento de muitos professores que, atribuem à greve as perdas e perseguições que sofremos do governo estadual.

    Você disse:

    "...Os professores não perderam devido à greve, mas sim, por causa da política empregada pelo governo..."

    De fato, esta é a verdade. Se apanhamos, perdemos, fomos maltratados, retaliados, sofremos cortes de salário e perdemos nossa carreira, não foi porque fizemos greve, mas sim pela vergonhosa política de governo, que desrespeita a sociedade mineira.

    Aceitar a idéia de que estamos nesta situação porque fizemos greve é sinal de total descompromisso com nosso direito de lutar.

    Greve já!

    Atenciosamente,

    Raimundo Santos

    ResponderExcluir
  46. Euler,muitas escola em BH.Vespasiano estão esperando pelo sindicato com os panfletos sobre a greve nacional de 03 dias. Eles diz que não sabem. O sindicato precisar alertar esse pessoal para nossa paralisação ser forte.Um abraço.

    ResponderExcluir
  47. NÃO PODEMOS DEIXAR DE CONTRA-ATACAR

    Caros colegas professores,

    é importantíssimo manter sempre à mão os nomes dos 51 deputados que jogaram nossa carreira na lata do lixo.

    A única coisa que esta corja de sanguessugas teme é perder votos.

    Portanto, vamos fazer nossa parte para execrá-los cada vez mais, através de campanhas nas redes sociais, nas ruas, nas escolas, etc.

    É imprescindível que eles saibam que nós, professores estaduais, estamos empenhados numa luta sem tréguas, para acabar com a carreira politica deles de uma vez por todas.

    Se fizermos isso, certamente que eles começarão a nos respeitar e pensarão muito antes de fazerem o joguinho sujo do governo estadual.

    Se eles soubessem que poderiam correr riscos de não serem reeleitos nas próximas eleições, certamente que eles não aprovariam o projeto que acabou com nossa carreira.

    Portanto, mantenham sempre à mão a lista dos 51 bandidos travestidos de deputados.

    É hora de contra-atacar!

    Atenciosamente,

    Raimundo Santos

    ResponderExcluir
  48. Professor Euler, parabéns pela entrevista! Sua exposição foi muito esclarecedora, tanto que é muito importante que esse vídeo seja divulgado, compartilhado nas redes sociais,de modo que as pessoas tenham acesso à informação verdadeira e não se deixem levar pelos discursos comprados, veiculados por meios de comunicação condescendentes que agem em favor dos governos, exatamente para não perderem as benesses adquiridas, há séculos neste país!

    ResponderExcluir
  49. O sindicato só quer saber de greve.

    Porque não fazer uma denuncia ao MPF, levando até este o site MENTIROSO "Dito & Feito" da SEE/MG???

    Queremos pelo menos o que este governozinho hipócrita fala que nos paga.


    Precisamos de ações com expectativas de resultados positivos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você certamente não assistiu ao debate.Que pena!

      Excluir
  50. DICA DAS BOAS

    Excelente site para se informar:


    http://www.cartamaior.com.br/templates/index.cfm

    ResponderExcluir
  51. professoramaluquinha10 de março de 2012 16:44

    AnônimoMar 10, 2012 07:58 AM: "Que tal nestes três dias írmos para a escola e não entrarmos na sala de aula?"

    TIPO DE GREVE:
    Greve de braços cruzados: Paralisação de atividades, com o grevista presente no lugar de trabalho.

    BOA! NÃO CRIARAM CÓDIGO PRÁ ESSA... KKKKKKK. Só tem um probleminha, não é interessante para o SindPELEGO, ahauahauahauaaaaa

    ResponderExcluir
  52. Alessandro - Araguari10 de março de 2012 17:05

    Para quem reclama do nosso sindicato é SiNDINUTIL, para variar é muito mal informado ou não quer enxergar a realidade.
    Primeiro o Sindicato sozinho não faz greve o que adianta o Sindicato fazer greve mais os filiados que são os maiores interessados não fazem por mil e uma desculpas.
    Segundo que a classe da educação é a mais desunida quem tem é fato pois por causa de jogo de vaidades de alguns, desinformação de outros, sempre não somos valorizados.
    Terceiro lendo esse valoroso Blog vi que muitos estão preocupados com a Lei 100 porque o Professor efetivado escolaheu as aulas primeiro, só quero lembrar aqui quem faz as resoluções não são os professores efetivados e sim a SEE.
    Quarto se todos tiverem oportunidade de assistir a Audiência Pública da Comissão de Direitos Humanos e ver a explanação da Beatriz verifica-se o quanto ela é preparada, caso alguem critique o que eu disse sobre ela problema de quem criticou.
    Essas são as minhas considerações
    Att
    Alessandro- Professor de Matemática

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alessandro estou com você.Primeiramente a maioria dos colegas são desinformados.Larguei tudo que fazia para assistir às 4 horas do debate.Não perdi uma palavra.Aplaudi,chorei xinguei,desesperei.Dificilmente encontraríamos outra pessoa com a classe e sabedoria da Beatriz para nos defender. Se ela não conseguiu, AINDA, é que os cretinos do governo estão com a faca e o queijo nas mãos e não temos apoio de nenhuma instância. Só nosso apoio ao sindicato e a nossa união farão com que vençamos esta guerra.

      Excluir
    2. Alessandro, penso como você. Acho a Beatriz espetacular. Ela não merece as críticas exageradas que alguns colegas lhe tem feito. O azar dela, talvez seja sua acessoria e esses políticos inconseqüentes, que pensam que nós estamos a seus serviços, e não o contrário.

      Excluir
  53. PARA REFLETIR:“Uma das tarefas mais importantes da prática educativo-crítico é propiciar as condições em que os educandos em suas relações uns com os outros e todos com os professores ou professoras ensaiam a experiência profunda de assumir-se como ser social e histórico, como ser pensante, comunicante, transformador, criador, realizador de sonhos, capaz de ter raiva porque é capaz de amar.”
    Paulo Freire
    Professora Marileide
    Taiobeiras ( Extremo Norte/ Vale do Jequitinhonha)

    ResponderExcluir
  54. Professor Euler,
    Assisti, integralmente,a sua entrevista. Muito boa. Parabéns!
    Professor Herbet
    Cristália - MG

    ResponderExcluir
  55. ainda não recebi a reposição de greve alguem sabe me informar quando vem?

    ResponderExcluir
  56. MEU DEUS COMO ESSE DINHEIRO DA REPOSIÇÃO ME FAZ FALTA ESTOU DEVENDO AO BANCO E JÁ NÃO SEI MAS COMO FAZER????

    ResponderExcluir
  57. Não consigo encontrar nenhum histórico do Danilo de Castro, nos sites dos órgãos do governo, nem na SEGOV na qual ele é secretário.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VEJA NO GOOGLE. Antes tire da sala a avó, as crianças. Coloque venda nos olhos. Mas o cara é o "cara". Quanta canalhice e mentira. A explicação para o sucesso é simples. Todos sabem...
      Ainda reproduziu para continuação da epécie rara a semente do "mal": o filho.

      Excluir
  58. Anônimo Mar 9, 2012 10:00 AM
    Que tal mandar esta "coisa" matricular algum filho dele numa classe multisseriada? Ô mobral não fale do que não sabe.

    ResponderExcluir
  59. "Namorada virtual"10 de março de 2012 18:30

    Euler, querido, (ou Euler, meu filho) eu também assisti integralemente à sua entrevista e fiquei encantada. Uma vez ou outra eu me perdia ao observar sua adorável carequinha.
    Beijos.
    Namorada virtual.

    ResponderExcluir
  60. Se DEUS quiser o Brasil, país do pão e circo e da CORRUPÇÃO, vai perder todos os jogos da copa. A roubalheira está demais. O que irão fazer com os monstrengos dos estádios de bilhões de reais após a copa?
    O povo continuará na mesma, ou seja, na M...
    A educação idem. Irão todos para os quintos..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A COPA NÃO É FEITA PARA O POVO BRASILEIRO.

      A COPA É MAIS UMA OPORTUNIDADE DE CORRUPÇÃO.


      ARGENTINA, EU VOU TORCER PARA A ARGENTINA.

      Excluir
    2. Eu também. Espero que JESUS "mele" a festa dos corruptos com o roubo dos mesmos para os mesmos...Gracias a los HERMANOS! Argentina será campeãããããããããã!

      Excluir
    3. Minha família toda vai torcer para a Argentina.
      O Brasil não nos satisfaz.

      Excluir
    4. ""Sin duda, pues sin el PISO no tendremos PAZ.
      Hermanos, nos ayuden contra nuestros tiranos!""
      (Giuseppe Del Piso)

      Excluir
  61. Euler,
    realmente você foi muito bem
    na entrevista.Gostei de "conhecê-lo".
    Firmeza sempre,amigo!
    Abraços,
    Helena Thaereh

    ResponderExcluir
  62. Gostei da sua frase:"perdemos menos pq lutamos,se não tivéssemos lutado, a perda seria maior..."vc falou tudo!!....NÃO ME ARREPENDO NUNCA DE TER LUTADO EM 2010 E 2011

    ResponderExcluir
  63. Gostei da sua frase:"perdemos menos pq lutamos,se não tivéssemos lutado, a perda seria maior..."vc falou tudo!!....NÃO ME ARREPENDO NUNCA DE TER LUTADO EM 2010 E 2011

    ResponderExcluir
  64. professoramaluquinha10 de março de 2012 20:17

    Comentando um comentário:

    "Primeiro o Sindicato sozinho não faz greve o que adianta o Sindicato fazer greve mais os filiados que são os maiores interessados não fazem por mil e uma desculpas.
    [SE GREVE RESOLVESSE, O QUADRO DO MAGISTÉRIO JÁ TERIA FATURADO O PISO. ATÉ A GREVE NO BRASIL É CORRUPTA, UM CONCHAVO ENTRE SINDICATO E GOVERNO PARA ECONOMIZAR MILHÕES DE REAIS COM OS CORTES DE PAGAMENTO]

    Segundo que a classe da educação é a mais desunida quem tem é fato pois por causa de jogo de vaidades de alguns, desinformação de outros, sempre não somos valorizados.
    [CONCORDO, MAS É PIOR QUE VAIDADE, É SUBSERVIÊNCIA, MEDÍOCRIDADE. GRASSA EM NOSSO MEIO O PENSAMENTO PEQUENO "É MELHOR PINGAR DO QUE SECAR". E TEM OUTRO: "MUITOS GOSTARIAM DE ESTAR EM NOSSO LUGAR". JÁ OUVI UM DIRETOR DE ESCOLA DIZER COM BASE NAS ESTATÍSTICAS DO ATUAL CONCURSO "AS PESSOAS RECLAMAM, MAS TODO MUNDO QUER SER PROFESSOR"]

    Terceiro lendo esse valoroso Blog vi que muitos estão preocupados com a Lei 100 porque o Professor efetivado escolaheu as aulas primeiro, só quero lembrar aqui quem faz as resoluções não são os professores efetivados e sim a SEE.
    [A MAIORIA DOS EFETIVADOS, SÃO EFETIVOS NO 1º CARGO. É O BALAIO DE GATOS CRIADO PELO PRÓPRIO GOVERNO. ESSA IDÉIA DE DIFERENCIAÇÃO NA VERDADE EXISTE TEORICAMENTE, NA PRÁTICA EFETIVADOS DESEMPENHAM SUAS FUNÇÕES, CUMPREM SUAS JORNADAS EM PÉ DE IGUALDADE, SER EFETIVADO NÃO DESQUALIFICA NINGUÉM.]

    Quarto se todos tiverem oportunidade de assistir a Audiência Pública da Comissão de Direitos Humanos e ver a explanação da Beatriz verifica-se o quanto ela é preparada, caso alguem critique o que eu disse sobre ela problema de quem criticou."
    [DISCORDO, SE B(ATRIZ) FOSSE PREPARADA, NÃO TERIA ENTREGADO DE BANDEJA A GREVE DE 2010. AQUELA FOI FORTE. MOBILIZOU E ENVOLVEU A TODOS. TODOS ESTAVAM UNIDOS E DECIDIDOS À LUTA. POR AQUELA OCASIÃO É QUE PERCEBI A REALIDADE QUE NINGUÉM QUER VER. HOJE, VEJO SIM, UMA MULHER VERSADA, EXCELENTE PALESTRANTE, QUE FALA COM CONHECIMENTO DE CAUSA, - MAS DE CAUSA PERDIDA. CAIU DE CREDIBILIDADE, PODE AINDA ENGANAR A UMA MULTIDÃO, MAS NÃO A UMA ÚNICA PESSOA. E SE EU ESTIVER ENGANADA, O TEMPO O DIRÁ. SE ESTIVER ERRADA, TORNO A ME FILIAR. MAS, RARAMENTE ME ENGANO, DE FORMA QUE NUNCA, JAMAIS E EM TEMPO ALGUM VOLTO A CONTRIBUIR PARA ESTE SINDICATO PELEGO.]

    Pior cego é aquele que não quer ver. Vai lá, gente, agitem as bandeirinhas, aplaudam os discursos da Coordenadora, preencham cada m2 do pátio da ALMG, participem da panfletagem, da "procissão" pelas ruas de BH. Admiro a todos e todas, e desejo boa sorte a vocês, viu?


    http://www.sindutemg.org.br/novosite/files/28-02--greve--nacional.pdf

    cartazinho do movimento prá animar vosmecês. A agenda tá cheia!! Vai ter até teatrinho, com realização de aulas públicas! Acho que agora o Piso vem, vem, vemmmmmmmmmmmmmmmmmmm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que a Professora Maluquinha faz jus ao nome. NÃO GENERALIZANDO,a maioria das pessoas que fazem concurso para professor HOJE ou é quem já está na dança e quer regularizar sua situação,ou quem quer fazer bico,ou ainda quem não tem capacidade para fazer um curso mais difícil.Não um trabalho mais difícil.Eles não sabem o que os espera.No meu caso,entrei por vocação,aposento-me no próximo ano e nuca vivi uma situação tão humilhante como vivemos hoje.Não há vocação que resista!Por isto Vou PARAR.Aliás,Maluquinha, não precisa tratar Renata Vil Hiena a pão de ló no SEPLAG EM REDE.Respeito sempre,puxa-saco jamais.De mim nem respeito ela merece.Sou mais eu.

      Excluir
  65. Tem uma matéria sobre a folha de São Paulo
    acesse:
    http://www.observatoriodaimprensa.com.br/news/view/lt_i_gt_folha_lt_i_gt_apenas_uma_manchete

    ResponderExcluir
  66. CHEGA DE CORRUPÇÃO.

    CHEGA DE IMPUNIDADE.



    ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VOU PARAR POR VARIAS RAZÕES, PRIMEIRO A GREVE NÃO É DO SINDICATO, É DA CATEGORIA, SEGUNDO NÃO TENHO MAIS MEDO DE DESCONTOS EM MEU PAGAMENTO... NÃO TENHO MAIS MEDO DE TRABALHAR EM JANEIRO... E POR ÚLTIMO... SAI MEU PÉ SEE, PARA DE NOS INTIMIDAR COM OFICIOS IMPOSSÍVEIS DE SEREM CUMPRIDOS NAS ESCOLAS...ATÉ PARECE QUE OS/AS DIRETORAS SÃO SUPERPODEROSOS E CONSEGUIRÃO FICAR COM OS ALUNOS NA ESCOLA SEM PROFESSORES.

      Excluir
    2. CONTINUANDO... QUANDO NOS INTIMIDAM NOS INCITAM A ALGUMA REAÇÃO, POR ISSO FUI MOTIVADA PELA SEE A FAZER A PARALISAÇÃO... NESSES TRES DIAS EU NÃO CONSEGUIRIA DAR AULAS COMO SE TUDO ESTIVESSE BEM , MESMO PORQUE NÃO ESPERAVA CHEGAR AOS 19 ANOS DE DEDICAÇÃO AO TRABALHO NO ESTADO E TER QUE SUPORTAR TANTA INJUSTIÇA E PERDA DOS MEUS DIREITOS ADQUIRIDOS RESPALDADOS POR UMA LEI FEDERAL.

      Excluir
    3. PARABÉNS, COMPANHEIRA!
      TB TIVE O MESMO SENTIMENTO QUE VC AO LER O OFÍCIO DO NORONHA.

      Excluir
  67. Só espero que todos nós saibamos respeitar os colegas que ainda estão passando por grandes necessidades, devido a greve de 112 dias que nos levou ao suicídio. Saibamos todos que estamos caminhando para outro grande erro se cairmos em greve, isso sim será o fim, o inferno real de todos nós. Pensemos bem, o único caminho é a justiça.
    Euler, por favor, publique esse desabafo, sejamos democráticos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qual justiça?
      a de Deus... parece que Ele nos abandonou...

      a dos homens... esqueceu-se de que todos eles são farinha do mesmo saco? são amigos: MP/TJ/STF/MTE...

      PERDEMOS TODOS OS PROCESSOS NA JUSTIÇA... e não acho que é ineficiência total dos nossos advogados... é que todos os poderes formam uma grande quadrilha... eles são mais unidos do que nós... e tem o poder nas mãos...

      não temos outro recurso

      Excluir
    2. Concordo, n adianta criticarmos quem n aderiu a greve. Os motivos são vários, há que se respeitar!!! Também não gostaria de ver um filho meu sem leite para beber porque tenho que fazer greve e o governo vai cortar meu salario. A gente faz o que está ao nosso alcance.

      Excluir
    3. Não questione a Justiça Divina.Ela nunca falha.Talvez é que tenhamos que mostra a nossa real vontade, a nossa força e nosso limite de luta pela justiça.Deus há de nos recompensar Tenhamos fé,mas não esperemos de braços cruzados.As maiores vitórias da humanidade foram conseguidas através de muitas batalhas.Vamos à luta de novo.

      Excluir
  68. Euler, PARABÉNS! Já está no face a sua entrevista amei! Mas, sabe que me preocupo com vc? nas minhas orações nunca me esqueço, mas mesmo assim penso que vc deve se cuidar! Contudo, falou tudo que tinha que falar, maravilha!

    ResponderExcluir
  69. Professor Euler,
    Acabei de assistir o vídeo de sua entrevista com Frei Gilvander.Você foi muito claro em suas colocações, como sempre. Parabéns!!!
    É uma pena que todo o Brasil não conhece a
    verdadeira situação da Educação em Minas Gerais, pois a "mídia comprada" mostra outra coisa.
    Infelizmente parece que os políticos (nossos governantes) só têm olhos para a Copa do Mundo e as eleições ( melhor dizendo reeleições).....

    Professora indignada - Sul de Minas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque o Euler não vai à Radio Itatiaia.Escrevi ao Eduardo Costa e ele,gentilmente, me convidou para ir a seu programa.Agradeci,mas não fui.Não tenho competência para responder todos os questionamentos e sei até onde posso ir.Sou tímida,mas o Euler seria ideal.Só não vai se quiser.

      Excluir
  70. PROFESSORA MALUQUINHA,DEIXE-NOS TER ESPERANÇA. CADA UM TEM O DIREITO DE SE AGARRAR EM COISAS QUE ACREDITA. PELAS SUAS PALAVRAS,VOCÊ JÁ DEIXOU CLARO QUE NÃO ACREDITA NA LUTA E QUE DEVEMOS DEIXAR COMO ESTA PARA VER COMO É QUE FICA. DEVEMOS LUTAR COM AS ARMAS QUE TEMOS.SE VOCÊ TEM OUTRA ALTERNATIVA QUE POSSA NOS AJUDAR ,ENTÃO POR FAVOR,ESCLAREÇA-NOS. PROFESSORA MALUQUINHA, TE SENTI SEM ESPERANÇAS,NÃO DEIXE QUE ESTE SENTIMENTO OFUSQUE O BRILHO QUE VOCÊ SEMPRE TEVE NESTE BLOG.NESTE MOMENTO PRECISAMOS É DE ÂNIMO E DE ESPERANÇA.

    ResponderExcluir
  71. TEMOS QUE CONVOCAR A SOCIEDADE A NOS AJUDAR CONTRA OS TIRANOS
    TEMOS PARENTES, PRIMOMS, MARIDOS, ESPOSAS, ETC, NAS CONSTRUTORAS, NAS CONTABILIDADES, NOS BANCOS, ETC. PRECISAMOS DELES PARA MOSTRAR O QUE ESTÁ ESCONDIDO, REPASSES, VERBAS, ETC.

    EXEMPLO - COPANOR FOI CRIADA PARA LAVAR DINHEIRO COPASA TEM COISA LÁ E AS CONSTRUTORAS QUE FIZERAM REPASSES AOS POLITICOS, OS REPASSES FRAUDULENTOS DO GOVERNO, ETC

    PRECISAMOS IR A LUTA.

    ResponderExcluir
  72. José Alfredo Junqueira11 de março de 2012 10:13

    Este blog constata a triste realidade dos professores do estado.Não há união,cada um pensa só no seu umbigo.Acho isto,acho aquilo,cheio de achólogos,deste jeito não vamos achar o piso nunca.Parabéns aos covardes que não participaram da greve ano passado.Vocês compactuaram com o fim das suas própias carreiras.Anastasia vai agradecer a vocês novamente."Não houve paralização nos dias 14,15 e 16.Todos estão satisfeitos com o substancial aumento que receberam".Este recado será para vocês!Meus pêsames...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No blog também constata-se que a categoria não construiu uma liderança sólida durante estes longos anos.

      Temos uma crise de confiança que ocasiona várias atitudes isoladas, egoístas e defensivas.

      CONFIANÇA, temos que trabalhar neste sentido.

      A confiança é adquirida com o passar do tempo e com ações coerentes, consistentes e persistentes.

      Excluir
    2. Um dos motivos da derrocada de nossa profissão é a falta de respeito entre as pessoas. Se a greve de 112 dias n resultou em nada, a culpa n foi de quem n a aderiu, a culpa foi única e exclusivamente do Governo, este que é ditatorial e cruel. Vamos respeitar, n somos culpados pelas maldades desse governo.

      Excluir
    3. Não HOUVE???????????
      Já se passaram estes dias?

      Excluir
  73. Professora Maluquinha,
    talvez seja melhor não ter sindicato,né?
    Ou,como deve ser tão fácil ser uma lide-
    rança sindical,quem sabe possamos
    tê-la como liderança de causas ganhas numa
    próxima luta?
    Eu já participei do movimento sindical (não
    como diretora) e confesso,muitas vezes saía
    das escolas em que visitávamos com um sentimento
    terrível.Era humilhante falar para colegas que
    sequer nos olhava,nunca haviam
    participado de alguma assembléia,pelo menos
    para propor algo.Eram apenas críticas.A maioria
    nunca se sindicalizou.Participo dos movimentos
    porém cansei-me do descaso dos colegas nas escolas.
    Seria mais cômodo para mim não participar das
    paralisações e transferir a "culpa" para o sindicato.Mas,ainda o prefiro aos nossos algozes.Críticas fazem parte,porém desrespeito
    sempre é ruim.

    ResponderExcluir
  74. professoramaluquinha11 de março de 2012 11:07

    tá bom, gente, não vou mais tirar a esperança de vocês. Vou ficar CALADAAAA. Shut up, prá mim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nada de SHUT UP para você.A democracia se constrói desta maneira.Que o Sindute não tem correspondido às nossas expectativas isto é fato.A grande realidade, quanto aos ataques entre os professores,foi a desvalorização perversa que nos foi imposta pelos últimos governadores.Professor é uma classe que está empobrecida,machucada e desiludida.Quem duvida que a greve do ano passado durou 112 dias,principalmente devido às informações prestadas por este Blog?Ai de nós se dependermos das informações do Sindute...Edilson,Virgolândia,Nacip Raydan,sempre esteve presente nas greves.

      Excluir
  75. Olá Euler e blogueiros!

    Pessoal,

    Craquécio está queimando o filme do PSDPRÊ em MG propositalmente. Anastazista e sua trupe sabem que não há candidato para o pleito de 2014 que consiga fazer frente com o Pimentel.

    Pimentel é aliado do Craquécio e a promiscuidade PT/PSDB para que ambos consigam assumir o Governo do Estado e a presidência respectivamente está muito claro. O que existe em Minas Gerais é um amontoado de partidos políticos que se articular com mais firmeza conforme a direção do vento.

    Voltando os olhos para nossa seara, não há como FEDERALIZAR a folha de pagamento porque acabaria com a farra dos Estados - desvios de verbas do FUNDEB para os bolsos dos políticos - e os sindicatos de várias centrais espalhados por esse Brasilzão deixariam de engordar a conta de partidos políticos, sem contar o cabide de emprego que transformaram as entidades. É diretor aqui, outro ali, que, na prática, nada mais são cabos eleitorais de vereadores, deputados...

    Enfim, Sindute e Governo do Estado têm que ser desmascarados. São todos farinha do mesmo saco. Nos basidores, Pimentel apóia o Craquécio para nadar de braçada em 2014. Por sua vez, Craquécio tenta reeditar a aliança com Lacerda visando a presidência. Esses dois próceres estão promovendo um verdadeiro samba do crioulo doido em seus partidos. Cabe, assim, indagar de qual lado o sindicato está.

    Equanto isso o SINDIUTE caminha sonâmbulo para obscuridade. Esse sumiço da Bia & cia tem explicação: caíram na real quando leram "E agora, José?" - Carlos Drummond de Andrade.

    ResponderExcluir
  76. Joaquim e Euler, agradeço aos dois pela generosidade ao interpretar meus textos - não gosto de florear/dourar a pílula. Acredito na luta como única forma de resistência contra esta elite tosca que ocupa o poder há 500 anos e que controla hoje todos os partidos, inclusive o PT. Fizeram tantas alianças para governar que foram enredados.E agora, nada podem nos oferecer porque misturaram de tal forma com a elite que fica impossível distribuir riquezas.Não sou contra as aianças, elas tem que existir para sobrevivência do grupo, mas elas não podem sobrepor aos interesses do todo, do coletivo como tem ocorrido. Sou natural de Pirapora e fui diretora da subsede por dois mandatos e sempre estive na frente das lutas, e também fui membro atuante do PT naquela cidade, quando o PT era um partido sem expressão. Chorei quando Lula se tornou presidente porque acreditei que o país poderia avançar e de fato avançou um pouco. Mas novas demandas surgem e temos que confrontar idéias e cobrar daqueles que ajudamos a colocar no poder. Nos anos que lutei em Pirapora vencemos várias greves e fizemos iclusive, a maior e mais contundente ocupação de um prédio público. Com sucesso. Hoje assisto atônita a destruição de nossa carreira que tão bravamente lutamos para construir nos últimos 26 anos. Esta direção sindical é uma aberração e ficou comprovado isto nas últimas duas greves. Mas o sindicato não é deles , o sindicato somos nós!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marly, eu que agradeço a Você e ao Euler, pois o que é escrito por ambos é tão convincente, que nos dá a certeza de que praticam o que falam. Isso nos encoraja em continuar na luta.
      Vivemos um momento muito difícil em nossa carreira como educadores. Parece que chegamos ao fundo do poço. Penso que é hora de repensarmos toda a nossa prática política no sindicato pois, afinal, os prejuízos têm sido enormes para todos.
      Vou continuar na luta e, nos três dias, estarei conspirando contra os destruidores dos nossos sonhos. Os alunos têm entendido direitinho o recado.

      Espero, brevemente, encontrá-la.

      Um abração

      Joaquim

      Excluir
  77. FIZgreve em 2010 e 2011 e agora tudo indinca que serei o único na escola a fazer os tres dias de greve. estou na luta .
    ELIZEU/PROFESSOR DE HISTÓRIA ,MUTUM.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns,professor Elizeu."Enquanto existir sonho existe vida e enquanto há vida há esperança." EU VOU PARAR.

      Excluir
  78. Professor, tem que depender do Professor. O resto é discurso bonito, prá lá e prá cá. Isto não resolve nada.
    Vamos olhar prá dentro de nós e parar de defender quem não faz greve.Esse negócio de "respeitar" quem não faz greve está acabando com a Classe. Nós não temos que depender de governador, deputado ou qualquer outra "coisa".São todos bandidos. Hoje, quem nos defende, poderá ser nosso carrasco amanhã. Basta que chegue ao poder. No brasil, tá tudo dominado. Professor só depende do Profesoor. O resto é balela. Temos que mudar nosso ponto de vista. Aposto que por ocasião da copa, os alunos irão sujar as paredes das escolas com fotos e catolinas criando e refazendo heróis. Que tal, as redações, ao invés de ser sobre a copa fossem sobre: A corrupção da copa. Vivemos num país ( minúscula mesmo ), onde a Cleptocracia e a Idiotocracia prevalecem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. José Alfredo Junqueira11 de março de 2012 14:30

      Concordo com você.Se a maioria tivesse participado da greve a história teria sido outra.Então,os fura greve são culpados,sim,pela situação atual.Defendo uma greve quinzenal,mas permanente,com ocupação da ALMG às terças,e outro protestos criativos,como fizeram os acorrentados e as colunas do Frei Gilvander.Caro Euler,sua idéia de federalização da folha é boa,mas me parece muito distante e dif´cil de conseguir.

      Excluir
    2. Gostei do que disse.Na atual circunstância ,ou nos unimos ou nos enterramos de vez.Muitos esquecem que o sindicato somos nós e que um sindicato enfraquecido é uma classe enfraquecida.Na guerra se perde muito e muitos para ter a vitória final.Na nossa classe tem gente que torce contra nós e contra o nosso sindicato e ainda riem da cara de quem fez greve.Quem será digno de crítica nesta história. MEDIOCRIDADE!

      Excluir
  79. Euler sábia palavras na sua entrevista, pela que um canal de grande alcance não lhe convide.(será que é porque vc é de MG?)
    No jornal o Globo do dia 10/03, pag.07, ZUENIR VENTURA coloca um artigo com o título:
    AOS MESTRES SEM CARINHO.
    Interessante, vale a pena ler.
    Quem sabe com o dom que Deus te deu vc poderia entrar em contato com ele e colocar nossa triste situação? Quem sabe ganhamos uma aliado.
    Tudo é possível né? marcia/carangola

    ResponderExcluir
  80. Entrevista Deoclecia Amorelli Dias para o jornal Hoje em Dia - 11/03/2012

    O MODELO SINDICAL ATUAL É ULTRAPASSADO

    "O modelo sindical de hoje é ultrapassado, mas há indícios de que será alterado, tendo em vista o desinteresse dos próprios dirigentes sindicais". A afirmativa é da desembargadora Deoclecia Amorelli Dias, presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região. Segundo ela são poucos os sindicatos que cumprem o seu papel de representar sua categoria. "Há um distanciamento entre as lideranças sindicais e os trabalhadores", lamenta.
    (...)

    OS SINDICATOS CUMPREM O SEU PAPEL?
    São poucos os que bem representam sua categoria. Há um distanciamento entre as lideranças sindicais e os trabalhadores. O índice de sindicalização no Brasil é muito baixo - cerca de 15% dos trabalhadores - 0 que agrava a situação. Existem sindicatos representativos, que lutam pelos direitos individuais e coletivos dos integrantes da categoria profissional, mas são poucos.

    SERIA UM PROBLEMA DO ATUAL MODELO SINDICAL ATUAL? COMO A SENHORA O ENXERGA?
    Ultrapassado. Ele não mais atende os interesses dos trabalhadores. Existem vários projetos de lei em tramitação no congresso, visando modificar a legislação sindical. Não há mais lugar para a legislação sindical. Não há lugar para a unicidade sindical, contribuição compulsória, ausência de organização nos locais de trabalho. O Brasil deveria ratificar a Convenção 87 da OIT, que consagra a liberdade sindical. Só assim teríamos a plena liberdade sindical, a exemplo do que já ocorre em alguns diversos países, inclusive alguns vizinhos da América do Sul.

    ELIMINAR O IMPOSTO SINDICAL É, PORTANTO, UMA SAÍDA?
    A contribuição compulsória é um resquício da intervenção estatal na atividade dos sindicatos. Se é compulsória, ela não se concilia com a liberdade sindical, assegurada pelo art. 8º da Constituição da República.

    HÁ CHANCES DE O IMPOSTO SER EXTINTO?
    Não há indícios, tendo em vista o desinteresse dos próprios dirigentes sindicais.

    E MUITOS DELES (DIRIGENTES) PERMANECEREM POR DÉCADAS REPRESENTANDO OS SINDICATOS. É POSSÍVEL ACABAR COM ESSE MONOPÓLIO, RETIRAR ESSA CÚPULA DO PODER?
    Em razão do distanciamento entre as lideranças sindicais e os trabalhadores, não há uma cobrança da atuação dos dirigentes, prevalecendo uma verdadeira apatia sindical. Com isso, os dirigentes acabam permanecendo longos anos, até décadas, na direção do sindicato sem se atentar para os reais interesses dos trabalhadores.

    E EM MINAS NÃO É DIFERENTE?
    É como o resto do país. Existem sindicatos representativos, combativos e que lutam pelos reais interesses dos trabalhadores. Porém, essa parcela é a minoria. Os demais não passam de órgãos auxiliares do poder público, inclusive na tarefa de homologar as rescisões contratuais.

    HÁ ALGUMA ESTIMATIVA SOBRE O NÚMERO DE SINDICATOS?
    Estima-se que no Brasil, são em torno de 17 mil sindicatos entre profissionais e econômicos. A partir da promulgação da Constituição da República de 1988, foram criadas milhares de entidades sindicais. Muitas delas não cumprem seus objetivos.

    http://www.ilo.org/ilolex/portug/docs/C087.htm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O sindicato dos professores é um dos poucos representativos e combativos e que lutam pelos reais interesse dos trabalhadores.Apesar de só 15% dos trabalhadores em educação contribuírem.Tem gente que não contribui e só quer meter o pau.São inúmeros os sindicatos de Minas e muitos deles ninguém ouve nem falar.O mais famoso deles é o nosso porque ele incomoda,ele faz.O tal do imposto sindical compulsório não é o que pagamos ao sindicato expontaneamente.Compulsório já diz tudo,é aquele descontando um dia no ano de cada trabalhador,agora no mês de março. Sabiam que o governo não o repassa para os sindicatos? Este você é obrigado a pagar,o governo já o cata no seu contra-cheque.Precisamos ser melhor informados das coisas.Outra coisa o governo está querendo acabar com os sindicatos.Já vai modificar o direito de greve .Daqui a pouco tempo quem fizer greve vai ser preso por infringir a lei.Vamos dar asas pra cobra.É isto que o governo quer e está conseguindo.O governo de Minas aos poucos já está conseguindo colocar colegas contra colegas e os profissionais contra seus sindicatos.Força na luta até a próxima vitória do Anasthitler.Cadê o NDG?Eu vou parar.

      Excluir
    2. Cadê o NDG? Firme na luta, uai!
      O NDG é todo mundo que quer lutar. Algumas lideranças já se manifestaram pela paralização. Capitão Rômulo vai parar, Clayton Coelho vai parar, você vai parar, eu vou parar...outros não vão parar, mas outros tantos vão.
      NDG é todo mundo, sou eu, é você, é Beatriz, é Euler...é a categoria que quer luta. Ora perdendo, ora ganhando! (tá dificil ganhar, mas a gente nunca desiste).
      Clebão

      Excluir
    3. Mar 11, 2012 02:35 PM
      Clebão: paralização?

      - Paralisa com ~S~ que não dá Zebra!

      Excluir
  81. PROFESSORA MALUQUINHA NADA DISSO.sE EXISTE ALGUÉM QUE PENSA QUE SE FALAR AS VERDADES É TIRAR A ESPERANÇA DELES, SAIBA QUE EU NÃO PENSO ASSIM.EU SOU DA MESMA OPINIÃO QUE VOCÊ.CONCORDO COM SUAS IDÉIAS, DECEPCÕES, SONHOS.FALE ...FALE POIS SOMENTE ASSIM PODEREMOS ESCLARECER MUITAS COISAS E FORMAR OPINIÕES DE OUTRAS PESSOAS.VOCÊ ESTÁ CERTA EM VÁRIAS COISAS.NÃO PODEMOS TAPAR O SOL COM A PENEIRA.TUDO DEVE SER FALADO.ACHO QUE ESTA PARALISAÇÃO DEVERIA SER DE MODO DIFERENTE REALMENTE COMO ALGUNS TEM ESCRITO AQUI.SE NÃO FOSSE TANTAS BESTEIRAS E DECEPÇÕES QUE ESTE SINDICATO TEM NOS DADO, ESTE SERIA O ANO PARA UMA FORTE GREVE.MAS AGORA...E AGORA???NÃO PODEMOS CONFIAR MAIS.A CASA CAIU DE VEZ.

    ResponderExcluir
  82. Eu ainda quero crer, profª Marly Gribel, que como bem disse o poeta Mário Quintana num de seus poemas:

    "POEMINHA DO CONTRA

    Todos estes que aí estão
    Atravancando o meu caminho,
    Eles passarão.
    Eu passarinho!"

    Esperamos, mesmo, que toda essa gente que aí está destruindo os nossos sonhos e os nossos ideais, que passem e desapareçam de nossas vidas, pois são pessoas que não devem ser lembradas nem pelos historiadores, tamanho o grau de suas perversidades.

    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  83. E TAMBÉM NÃO CULPO O GOVERNO TOTALMENTE POR NOSSA DERROTA NAS GREVES PASSADAS.DEVEMOS TER MUITO MAIS ESTRATÉGIAS DO QUE ELE(GOVERNO).NÓS FOMOS CULPADOS.PRIMEIRO POR CONFIAR EM QUEM NOS REPRESENTA .DEIXAMOS A ÁGUA CORRER E DEU NO QUE DEU.CONFIAMOS CEGAMENTE.SOMENTE AGORA VIMOS E DESCOBRIMOS QUE TUDO É UMA PALHAÇADA.TODOS SÃO FARINHA DO MESMO SACO.AGORA É PARTIR PARA UM NOVO TEMPO.ACHO QUE DEVEMOS REESTRUTURAR ESTE SINDICATO.EU ACHO QUE SERIA MELHOR FUNDARMOS OUTRO SINDICATO PARA NOSSA CLASSE.MAS QUE NÃO SE MISTURE COM OUTROS.QUE SAIBA RESPEITAR E DISCERNIR AS COISAS.A CULPA NÃO É DO GOVERNO SOMENTE.ALIÁS ELE FOI ESPERTO E INTELIGENTE OLHANDO DO OUTRO LADO OU SEJA DO LADO DELE.DEVEMOS BUSCAR UMA SAÍDA E ENFRENTAR ESSE MALDITO.ELE NÃO É PARA SEMPRE.GANHAMOS MUITAS COISAS NO PASSADO QUE ESTE DEMÕNIO E SEUS CAPETINHAS NOSA TIRARAM.AGORA VAMOS NOS ORGANIZAR MELHOR E PARTIR PARA UMA GREVE MUITO MAIS FORTE.ESTAMOS MAIS "ESCOLADOS" E SABIDOS.ESTAMOS MAIS EXPERIENTES NESSE QUESITO - GREVE.O QUE NÃO PODEMOS É CONTINUAR COM ESTE SINDICATO.QUE ESTÁ PROVADO QUE NÃO ESTÁ DO NOSSO LADO.ESTÁ SENDO USADO PARA OUTROS FINS.

    ResponderExcluir
  84. Curiosa pelo comentário da professora Márcia de Carangola, resolvi ir à procura do texto, está postado abaixo.


    Piso: "Aos mestres, sem carinho"
    10 de março de 2012

    Do jornalista Zuenir Ventura, em "O Globo" de hoje, em coluna intitulada "Aos mestres, sem carinho":


    "Por experiência própria, alguns dos países mais bem colocados no ranking de qualidade da educação — China, Coreia do Sul e Finlândia, principalmente — sabem que a isso se deve muito do seu desenvolvimento socioeconômico, sem falar no cultural.

    O Brasil, ou parte dele, parece não saber. Bastou o Ministério da Educação divulgar o novo piso salarial dos professores da rede pública, a fortuna de R$ 1.451,00, para que governadores e prefeitos protestassem e alegassem falta de recursos para adotar uma lei que já fora confirmada pelo STF.

    Onze deles se deslocaram até Brasília para pressionar pela mudança do parâmetro usado nos reajustes.

    Choraram miséria, falaram em nome da austeridade, mas acharam natural gastar na viagem, com passagens e diárias, o que dava para pagar um mês do novo salário de dezenas de profissionais de ensino.

    O caso mais gritante é o do Rio Grande Sul, que ostenta o piso mais baixo, 791,00 (o de Roraima é R$ 2.142,00), e onde foi preciso que a Justiça obrigasse o governo a cumprir suas obrigações legais.

    Como observou o colunista Carlos Brickman, o governador petista Tarso Genro, “cuja função certamente não é tão útil quanto a de um professor, recebe quase R$ 30 mil mensais, fora casa, comida e muitas mordomias”.

    E parece não concordar com a opinião de seu colega de partido, o ministro Aluizio Mercadante, de que “a valorização do professor começa pelo piso”.

    Por essas e outras é que quase ninguém mais quer ser docente aqui, enquanto em outros lugares acontece o contrário. Numa recente entrevista a Leonardo Cazes, o finlandês especialista em educação Pasi Sahlberg informou que “o magistério é a carreira mais popular entre os jovens do seu país”.

    Não por acaso, a Finlândia ocupa o terceiro lugar no ranking do Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Alunos) e o Brasil o 53 entre 65 países.

    Talvez não seja coincidência também que o Distrito Federal, com o piso mais elevado (R$ 2.315,00), apresente o melhor resultado, segundo os critérios do Pisa.

    É bom saber que o Brasil acaba de ser declarado a sexta economia mundial. Mas é triste constatar que em qualidade de educação estamos lá embaixo, atrás de Trinidad e Tobago, Bulgária e México.

    E que uma das razões é que dedicamos aos nossos mestres pouco carinho e remuneração insuficiente. "

    Disponível em: http://wp.clicrbs.com.br/moacirpereira/2012/03/10/piso-aos-mestres-sem-carinho/?topo=67,2,18,,,e159 Acessado em 11 de março de 2012.

    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  85. Colegas somos um categoria de Trabalhadores. Estamos vivendo uma situação de sofrimento imposta pelos que se julgam "donos" do poder em MG. COITADOS! Estas pessoas estão instalando a "DESORDEM" para instalarem a "ORDEM DELES". Fiquemos atentos! Nunca fazer o jogo delas. O mundo está sob o jugo de satanás. Nós somos de Deus. Vejam as lideranças mundiais e especialmente em MG. Quem "manda" e "doa" cargos para os juízes e MP não é o danilo de castro? "Sem escrúpulos" é pouco para ele...
    Ele é aquele da gangue dos castros. Misericórdia, PAI!

    ResponderExcluir
  86. Anonimo das09;43, cada um tem o direito de acreditar nas suas próprias verdades ,mas não ao ponto de querer torná-las absoluta aos olhos dos outros, afinal,ninguém é dono da verdade,ela está presente somente em momentos, nos quais acreditamos,e como os momentos não são eternos a verdade também não é.Devemos tratar as verdades das pessoas com respeito,mesmo que esta não seja para você.A decisão de tudo na vida cabe a si próprio decidí-la.Vamos expor nossas idéias sim, mas com respeito às decisões dos outros.Afinal,somos professores e a briga não é entre nós.comecemos os bons exemplos com a nossa classe.

    ResponderExcluir
  87. 11/03/201214h50
    Greve de professores do DF deixará cerca de 500 mil estudantes sem aula a partir de amanhã

    Alex Rodrigues





    Quase meio milhão de alunos da rede pública de ensino do Distrito Federal vão ficar sem aulas a partir de amanhã (12), data marcada para o início da greve aprovada durante a assembleia dos professores, realizada no último dia 8.

    Entre as principais reivindicações da categoria, está a exigência de equiparação média salarial com outras carreiras de nível superior do governo distrital. O item, segundo o Sindicato dos Professores no Distrito Federal (Sinpro-DF), consta de um acordo negociado em abril de 2011 cujo teor o governo não teria cumprido.

    O governo, por sua vez, afirma estar atendendo gradualmente ao acordo, já tendo, inclusive, concedido aumento salarial de 13,83% - que afirma ter sido o maior índice do país – e reajuste de 55% no valor do tíquete-alimentação, hoje de R$ 304. O GDF também cita a contratação de 400 profissionais efetivos, a implantação de um modelo de gestão democrática e a reforma de 300 escolas, além da oferta de cursos de licenciatura, especialização e formação continuada como demonstrações de que valoriza os professores.

    O Sinpro reconhece o reajuste salarial em conformidade com o aumento do Fundo Constitucional (recursos federais transferidos ao GDF para o custeio, integral, dos gastos locais com segurança pública e, parcial, das despesas com saúde e educação) e do tíquete-alimentação como “avanços importantes”, mas aponta que a maior expectativa da categoria é quanto à reestruturação do plano de carreira dos profissionais de educação.

    ResponderExcluir
  88. Na minha escola todos vamos trabalhar de LUTO,inclusive os alunos vetirão preto nesses 03 dias de paralisação.A cidade,por ser pequena ficará bastante incomodada.

    ResponderExcluir
  89. CLARO ANÔNIMO DAS 10;36.CONCORDO QUE CADA UM TEM SUAS VERDADES E ACREDITA NELAS ENQUANTO VERDADES FOREM.MAS O QUE EU DISSE É QUE A PROFESSORA MALUQUINHA PODE E DEVE DIZER O QUE PENSA E OBVIAMENTE DIZER AS VERDADES DELA ASSIM COMO AS MINHAS TAMBÉM.NÃO SE PODE TENTAR E DIZER QUE UM ESTÁ ACABANDO COM AS ESPERANÇAS OU SONHOS OU VERDADES DO OUTRO.AQUI É UM ESPAÇO FABULOSO ONDE TROCAMOS IDÉIAS E VERDADES ATÉ QUE POSSAMOS CHEGAR A UM DENOMINADOR COMUM.O QUE NÃO PODE É CALAR, FECHAR NOSSA BOCA, EXOPOR NOSSAS VERDADES.ENTENDEU AGORA?

    ResponderExcluir
  90. EU TENHO MUITOS ANOS DE ESTADO E SEMPRE FOI ASSIM.MUITAS ORDENS, INVENÇÕES E NADA DE CONCRETO SE FAZ.BEM O QUE EU VI E VEJO NESSES ANOS TODOS FOI ESSENCIALMENTE COMPETIÇÃO ENTRE NÓS.eM TUDO ENTRE NOSSA CLASSE EXISTE A COMPETIÇÃO.NOSSA CLASSE PRECISA SER MUITO MAIS UNIDA.VEJA A DOS POLICIAIS, MÉDICOS ETC.AQUI SE VÊ CLARAMENTE ESSA COMPETIÇAÕ.VAMOS DEIXAR ESSA HISTÓRIA DE EFETIVO, EFETIVADO, CONTRATADO.VAMOS NOS UNIR E RESGATAR NOSSO PLANO QUE FOI CONQUISTADO COM LÁGRIMAS E MUITA DOR.VAMOS NOS MOVIMENTAR PARA UMA GREVE GRANDE.VAMOS NOS ORGANIZAR PARA ACABR DE VEZ COM ESTE DEMÔNIO.GREVE .INFELIZMENTE ESSE É O ÚNICO MEIO QUE TEMOS E QUE MEXE MUITO COM QUALQUER ESQUEMA.PRINCIPALMENTE QUANDO OS ESQUEMAS SÃO CORRUPTOS COMO O NOSSO.GREVE POR TEMPO INDETERMINADO.DOA A QUEM DOER.VAMOS ORGANIZAR MUITO BEM ESTE MECANISMO FORTE.FAZER UMA RESERVA, NÃO CONTRAIR DÍVIDAS GRANDES E VAMOS TER UM MOVIMENTO QUE IRÁ ABALAR O ESQUEMA CORRUPTO DESSE PAÍS.EM QUALQUER PAÍS A GREVE MEXE E ABALA O SISTEMA.ENTÃO VAMOS NOS ORGANIZAR PARA QUEM SABE DAUI A POUCO TEMPO POSSAMOS TER TUDO DE VOLTA.NÃO ADIANTA FICAR LAMENTANDO O MERCADANTE A DILMA NÃO VAI SE COMOVER COM NOSSAS PALAVRAS.MAS COM UMA GREVE OU MANIFESTAÇÃO SIM.PODEREMOS FAZER UMA CORRENTE HUMANA EM VOLTA DO PALÁCIO DA ALVORADA OU SEI LÁ EM OUTRO LUGAR.UMA CORRENTE FORTE COM CRIANÇAS, MULHERES .

    ResponderExcluir
  91. A REVOADA DOS BONS

    Na minha escola começou a saída de bons professores.

    Esta semana dois ótimos professores com mestrado deixaram seus cargos para exercerem suas profissões em colégios e faculdades particulares.

    Com carga horária menor e o salário 3X melhor.

    A sociedade demorará para perceber e quando perceberem já será tarde.

    Este Governo promove a maior DESIGUALDADE SOCIAL de longo prazo.

    PORCOS IMUNDOS E HIPÓCRITAS!

    AÉCIO + ANASTASIA ACABARAM COM A EDUCAÇÃO EM MINAS GERAIS.


    ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Euler
      Manifesto popular é constitucional e é necessário 1.000.000 (um milhão) de assinaturas, para derrubar qualquer projeto de lei. Se somos 45.000 servidores (ativos e aposentados) é possível derrubar o subsídio!

      Excluir
    2. É isso mesmo, vamos mobilizar o país todo pela Internet. 1 milhão de assinaturas.
      Todos os estados estão unidos nessa luta.

      Excluir
    3. Respondo ao colega dos professores com mestrado, etc. Não precisa nem tanto, um professor capacitado como nós fomos, bem, a alguns anos atrás, passa nesses concursos e estão indo embora sim. Ficarão poucos e o último a sair apague as luzes.

      Excluir
  92. Carlos José Assunção - Nova Lima11 de março de 2012 17:02

    Euler e colegas professores do NDG,
    Uma propaganda do governo do Estado sobre a educação foi tema de audiência da Comissão de Direitos Humanos, audiência que foi transmitida (gravada) pela TV Assembleia no sábado passado. As informações veiculadas na propaganda são questionadas pelo Sindicato dos Professores, categoria que ficou em greve por 112 dias no ano passado. Pena que no link abaixo tenha somente um resumo, pois a audiência "pegou fogo" e foi muito interessante.
    http://www.almg.gov.br/acompanhe/tv_assembleia/videos/index.html?idVideo=676440&cat=90

    ResponderExcluir
  93. Entendi,anonimo das 12;04. O que eu disse é que devemos expor as ideias sim, sem precisar de ofender o outro , pelas decisões que ele tomou.

    ResponderExcluir
  94. Domingo, 11 de Março de 2012, OAB defende campanha paga pelo contribuinte

    O presidente da OAB do Rio, Wadih Damous disse que a próxima etapa “para moralizar a política brasileira” será a aprovação no Congresso do financiamento público de campanhas eleitorais como “instrumento para coibir a corrupção e a confusão entre interesse público e privado”.

    ResponderExcluir
  95. A ministra dos Direitos Humanos, Maria do Rosário é uma garantia de que pelo menos uma voz de alta credibilidade se levantará contra o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e contra o presidente do Senado, José Sarney, que querem rever o Estatuto do Desarmamento. Afinal de contas, quando foi para arrecadar dinheiro para a sua campanha eleitoral à Prefeitura de Porto Alegre, em 2008, a petista pegou R$ 75.000,00 das Forjas Taurus, uma das maiores fabricantes de armas pessoais do mundo…”
    10/04/2011

    Comentário:

    O PT se contradiz até mesmo nos detalhes. Quando prometiam ética na política, já faziam campanha mediante procedimento depois revelado no escândalo do Mensalão. Agora, descobre-se que a MINISTRA DE DIREITOS HUMANOS teve sua campanha financiada por uma das maiores fabricantes de armas do mundo (sim, do mundo).

    Quando a notícia vazou, alguns tentaram amenizar (perto do Valerioduto, é verdade, isso é café-pequeno). Mas não há muito para onde correr, pois não faz sentido defender o desarmamento, mas, ao mesmo tempo, receber uma dinheirama de uma indústria de armas. É como fazer firulas anti-álcool, mas ter a campanha paga por cervejaria (citando uma hipótese muito mais inocente).

    http://www.implicante.org/noticias/ministra-dos-direitos-humanos-campanha-paga-por-fabricante-de-armas/

    ResponderExcluir
  96. Há que se perguntar a quem pagou pela campanha do atual Governo de Minas se estão satisfeitos com os políticos atuais.

    ResponderExcluir
  97. Despesas de campanha eleitoral devem ser pagas pelo candidato e não pela coligação partidária

    A Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) considerou, em decisão unânime, que a responsabilidade pelas despesas de campanha eleitoral é do candidato e não da coligação partidária à qual esteve vinculado.

    Com esse entendimento, o Tribunal deu provimento ao recurso especial interposto por uma prestadora de serviços gráficos e atribuiu legitimidade a uma candidata da Bahia para figurar como ré em ação de cobrança.

    http://www.stj.gov.br/portal_stj/publicacao/engine.wsp?tmp.area=398&tmp.texto=102630

    ResponderExcluir
  98. Gastos de deputados estaduais são considerados imorais

    O dinheiro público não pode ser aplicado em situações de benefício pessoal. Não há lei específica que determine isso, mas a Constituição Federal traz os cinco princípios - Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência - que barram e punem esse tipo de atitude. “Com relação aos fatos citados nas reportagens podemos frisar os princípios da impessoalidade, que diz que não se pode beneficiar pessoas ligadas ao agente público, e o da moralidade que proíbe práticas como ‘estou te ajudando para que me ajude depois’

    http://cgn.uol.com.br/noticia/11764/gastos-de-deputados-estaduais-sao-considerados-imorais

    ResponderExcluir
  99. Caso do Valerioduto Mineiro!

    Valerioduto Mineiro é o escândalo de corrupção na campanha de reeleição do governador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) (à esq.), em 1998, por peculato, lavagem de dinheiro e uso do cargo público em benefício próprio. O Ministério Público acusou Azeredo de ter cometido sete vezes crime de peculato - quando funcionário público se apropria de recursos públicos utilizando o cargo -, e seis vezes por lavagem de dinheiro. O processo tramita no Supremo Tribunal Federal (STF) devido ao foro privilegiado de Azeredo, que foi eleito senador em 2002. Em 03/11/2009, STF decidiu por 5 votos a 3, aceitar a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal contra Azeredo e 14 outras pessoas, e ação foi aberta. O inquérito da PF havia apontado a participação de 36 pessoas no episódio.

    O ministro Joaquim Barbosa determinou o desmembramento do processo, transferindo para a Justiça Federal em Minas Gerais a tramitação de parte do processo. A primeira audiência foi realizada em Belo Horizonte, no dia 17/02/2011.

    http://www.muco.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=424:escandalo-do-valerioduto-mineiro&catid=34:sala-de-escandalos&Itemid=53

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na corrupção azeredo tirou nota dez com louvor. Dizem que a frota de ônibus que circula da cidade inadministrável para a estação vilarinho carregando a escravaria que pertence ao senhor "ADIPOSO" pertence ao antipáticooooooo do azeredo. Este sujeito só se compara, na corrupção, ao atual desgovernador, aecim, danilo de castro e a voraz troupe que não quer deixar o poder..

      Excluir
  100. Trabalho há trinta anos no estado, sempre participei dos movimentos da categoria. E sempre foi a mesma coisa: A covardia e desunião dos colegas. Estava com intenção de participar da paralisação, mas pensando melhor decidir não fazer esse sacrifício, pois será apenas mais desgaste, uma vez que, novamente a categoria continua desunida.
    O ano passado sacrifiquei minhas férias prêmios, fiz várias visitas às escolas, porque tinha esperanças que a categoria se despertaria a qualquer momento e iria em busca de seus direitos. Isso não aconteceu, e os que estavam na luta foram perdendo o fôlego.
    Esse ano decidi que não me sacrificarei com uma minoria enquanto grande parte continua trabalhando como se eles também não fossem responsáveis.
    Vou me preparar para me aposentar o mais rápido possível(se Deus me permitir trabalharei, no máximo até agosto). Quanto as férias prêmio? Se o louco permitir usufruirei, se não, será apenas mais um direito que ele está me roubando.

    ResponderExcluir
  101. Inesquecível “Valerioduto”

    Marcos Valério e seus sócios nas agências SMP&B e DNA - Clésio Andrade foi um dos sócios -, tomaram empréstimos fictícios do Banco Rural no valor de R$ 28,5 milhões para injetar dinheiro na campanha de Azeredo. O repasse do dinheiro saía das empresas de Valério e era sacado em espécie ou transferido diretamente para os candidatos. Azeredo declarou ter usado R$ 8,5 milhões na campanha. Mas a Polícia Federal afirmou que sua coligação gastou R$ 100 milhões.(PTB-RJ) deu à Folha de S. Paulo, de 06/06/2005.

    Segundo a denúncia, foram desviados R$ 3,5 milhões de contratos de publicidade firmados com empresas como a Copasa (Companhia de Saneamento de Minas Gerais), Comig (Companhia Mineradora de Minas Gerais) e Bemge (Banco do Estado de Minas Gerais) pela SMPB para financiar a campanha de Azeredo.

    O esquema envolveu patrocínio de três eventos esportivos, Iron Biker, Supercross e o Enduro Internacional da Independência, que teoricamente teria recebido R$ 1,5 milhão da Copasa e mais R$ 1,5 milhão da Comig. Desses R$ 3 milhões, apenas R$ 98 mil foram aplicados no patrocínio, o restante enviado para as contas das empresas de publicidade de Marcos Valério, que nunca prestou contas sobre esse dinheiro.

    http://www.muco.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=424:escandalo-do-valerioduto-mineiro&catid=34:sala-de-escandalos&Itemid=53

    ResponderExcluir
  102. Companheiro Euler que lição de cidadania você passa na entrevista.Pelego não luta nasceu pra derrota.Paralisação:14,15 e16.Força e fé abraços fraternos.Professora Luciana

    ResponderExcluir
  103. Já passou da hora de fazermos como em alguns paises em que todos se revoltam e vão pra rua exigir a queda do seu TIRANO.
    São 30, 40 mil pessoas lutando literalmente pela sua liberdade.
    Vamos nos organizar e marcar um dia, para que possamos em massa invadir o Centro Administrativo e botar pra quebrar.
    Quero ver tropa de choque que aguenta 30 40 mil professores naquele lugar, quebrando tudo e colocando o Anastasia pra fora a Pontapés.
    Depois invadimos a ALMG e detotamos também os 51 cordeiros do Governo.
    É hora de revolução. Não dá mais pra ficar esperando a justiça ou a boa vontade do Governo.
    Quem sabe vamos conseguir?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rogério/Matemática11 de março de 2012 22:18

      Ótima idéia Giovane Diniz!se somos mais de 400mil conseguiremos uns 80 mil , vamos trabalhar nos blog, nas ruas, comunidade,alunos. no facebook! Menos paralisação, estamos prejudicando os da classe de baixo!E não vou submeter ao pão e circo de Beatriz e do sindinútil!!!!!!!!!!

      Excluir
  104. Lutas e greves históricas foram no ano de 1979, onde vi colegas de profissão montando barracas de roupas usadas, sapatos para todos poderem se manter, uns ajudavam os outros, era outro sindicato(o mesmo sind ute)mas os que lá estavam eram honestos, era voltado pela classe dos educadores !O sind ute era Hilário e Beatriz destruiram tudo, destruiram o que foi construido, desuniram a classe, não entendo porque a desunião, efetivado não pediu a lei 100 e também tem tantos com mais de 25 anos de serviço , com pós, mestrado.. o governo juntamente com o sindicato que criou isso! eles não tem culpa!São colegas que merecem nosso respeito!Quando entrei para o estado através de concurso lembro bem que recebiamos os designados com igualdade, eramos como nós batalhando um lugar ao sol, recebiam para ajudar em casa, o trabalho era o mesmo! Então vamos refletir como educadores , vamos respeitar os efetivados!Lembro da Marly esta sempre foi combativa , sempre foi pela classe, eu sou de Belo Horizonte e lembro dela ocupando espaços do GOVERNO , ELA TEM UM HISTÓRICO LINDO DE LUTAS COM VITÓRIAS, RECORDO DO RUBENS, CREIO QUE NÃO ESTÁ MAIS NA EDUCAÇÃO!Este ano aposento era para ser fevereiro, mas adiei um pouco , doei minha vida a ensinar e não me arrependo!Mas vou deixar algo claro aqui O SUBSIDIO 2 JÁ ESTÁ NA LEI, SÓ TEM UM JEITO PARA MODIFICAR A FEDERALIZAÇÃO DA FOLHA! PODE PERGUNTAR A QUALQUER ADVOGADO(BOM)! QUANTO A ESTA PARALISAÇÃO DE 3 DIAS É BOBAGEM, SÓ PARA FINS POLITICOS !INDICO UM NOME FORTE AQUI ESTE HOMEM COM SUA HUMILDADE, SINCERIDADE E HONESTIDADE PODE RECONSTRUIR A EDUCAÇÃO EM MINAS GERAIS, É VOCÊ EULER CONRADO!Beatriz, e a turma do sind uti não tem a bagagem de honestidade da Marly , do Rubens e muitos companheiros que tive o prazer de conviver conhecer!E hoje o melhor para o sindicato somente você Euler , você é o homem iluminado por Deus!
    TAMBÉM SOU COORDENADORA DO CURSO DE PEDAGOGIA!
    ROZANA

    ResponderExcluir
  105. Retirado do blog da Marly Gribel
    "CHEGA DE CORRUPÇÃO,
    CHEGA DE IMPUNIDADE.
    ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS!"

    Esta frase, encontrei repetida vezes, com variações diferentes, escritas por um anônimo no blog do Euler.
    Interessante destacar que a frase sempre termina com este slogan: Anastasia, o pior governador de todos os tempos. E o pior que é verdade. Vivemos sempre cercados pelas elites grosseiras do Brasil que não querem Educação de Qualidade, mas Anastasia e Aécio conseguiram extrapolar todos que conheci nos últimos 26 anos.

    É como se estivessemos dentro de uma cadeia e nossos algozes a nós torturar de maneiras variadas e sempre surpreendendo. As maldades são tantas que percebo que começamos lentamente a enlouquecer. Porque a tortura leva à loucura- as escolas públicas de Minas Gerais são locais onde grassa a pressão, a mentira, a tortura e toda forma de arbitrariedade, orquestada pelo governador do estado. Voltamos a estaca zero- aos feudos medievos- ninguém entra, ninguém sai- estamos amarrados ao zero. Inventaram agora de nos impressionar com a chamada falta greve- mas quem disse ao governo que temos medo de faltas greve? Fomos arrastados durante meses a este expediente sórdido e resistimos.

    O problema não são as faltas greves- o problema é o foco pela qual lutamos. Acredito nas lutas unificadas e temos que contruir esta unidade com os outros estados da federação para construção de ações coordenadas e sincronizadas: na luta pela federalização da folha e pelo tempo extra-classe. Mas estas demandas não surgirão destas ações propostas por este sindicato inoperante ou pela CUT ou CNTE, estes são orgãos do PT e o PT fez alianças irreparáveis com tantos partidos que aos poucos têm se distanciado de suas proposições iniciais- "do povo, pelo povo e para o povo"! Foi atrás deste lema que lutei durante minha juventude e vou continuar perseguindo...

    As lutas, no meu entendimento têm que partir de um entrosamento real dos educadores com a comunidade local, partindo do princípio que deve nortear a Educação: o diálogo. Quero agradecer aos pais que me escreveram e é neste entrosamento que acredito.

    Vou repetir o que já disse: não acredito que uma greve de 3 dias, mesmo que hipoteticamente construída à nível nacional irá reverter o quadro que ora nos encontramos. É parar por parar! E para quê? Para afrontar o tirano? Mas o tirano já nos venceu nos 112 dias de greve.

    E por que não reverterá o nosso quadro? Porque o governo de Minas orquestrou de forma organizada, planejada o fim das nossas carreiras, e, pior, amarrado em algumas proposições consideradas legais.

    Para mim, o que está em jogo neste momento é a reversão da destruição da Escola pública e da educação dos mineiros. Porque a nossa carreira já está destruída neste momento, mas não podemos destruir o relicário- A qualidade da educação na qual acreditamos !

    O objetivo do governo é instalar o pão e circo( propaganda enganosa nos meios de comunicação e fomentar a discórdia entre nós.) Ambas as coisas ele conseguiu neste momento histórico e o pior de tudo- perdemos a confiança no sindicato que nos representa, porque ele descontruiu nossa unidade, ao aceitar a Lei 100 e o subsídio em 2010. E o fez, porque buscava tornar atraente a profissão para os iniciantes( mesmo discurso do governo) esquecendo que havíamos lutado durante 20 anos exatamente pela construção da carreira. A partir das críticas e prováveis desfiliações que sofreram foram atrás em 2011 do Piso e não precisa dizer mais nada- estamos no inferno de Hades.

    Concordo com o professor Euler Conrado, devemos construir nossa unidade pela base, estabelecer laços com a comunidade e tentar aproximar de todos os sindicatos ligados à Educação no Brasil- via redes sociais e blogs- para juntos revertermos este acordo pré-estabelecido pelas elites nacionais para a destruição da Educação Pública de Qualidade e de seus profissionais!

    PS: para os que me escreveram pedindo uma carta para o ministro Mercante, já está sendo construída, logo publico.

    ResponderExcluir
  106. Boa noite Euler,

    Temos que fazer alguma coisa. Não é possível que teremos que engolir esta aberração deste subsídio que destruiu a nossa carreira.Isto não pode ficar assim.

    Vamos pensar seriamente na idéia do anônimo das 2:59 de fazermos um manisfesto popular. A constituição nos dá este direito.Já pensou que bela vitória? Já pensou a repercussão que isto terá? Este governo vai ter que aprender a respeitar professor.
    Um milhão de assinaturas a gente consegue.
    Talvez esta seja nossa saída. Vamos nos informar a respeito?

    ResponderExcluir
  107. Olá pessoal!
    Alguém grave por favor o CGC desta 2a feira (12). Matéria sobre a ALMG de minas gerais: a mais cara do país.

    Não sustente parasitas! Vote nulo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CONCORDO! Não sustento parasitas nem suas famílias há anos! Muito menos seus filhos sementes do "mal" para perpetuar a espécie. Voto nulo! OU não compareço e depois justifico. Bye, bye Brasil.

      Excluir
  108. Não paro, não pararei, nunca mais, a não ser que seja por tempo indeterminado e unindo categoria e comunidade , o que é utopia. CHEGA! o NOSSO CASO É DE jUSTIÇA, OU MELHOR JÁ É DE POLÍCIA, POIS ESTÃO NOS ROUBANDO. MANDO EMAIL TODOS OS DIAS PARA A SEEMG. ACHO QUE JÁ ESTÃO DE saco cheio. Mas sou persistente. Que m...é essa de dizer que ganhamos 51% a mais que o piso, se não somos formados apenas em E.Médio, temos plano de carreira e direitos adquiridos. Passamos por concurso, nomeados, etc. Falo e escrevo todos os dias. Só assim acho que iríamos a vitória. Mas não contamos com os colegas, que param, para nada. E não fazem nenhum protesto Entrarei na Justiça e já estamos nos mobilizando.

    ResponderExcluir
  109. Bom dia amigos combatentes!
    Na quinta feira dia 08/03 presenciamos a entrega dquela carta ridícula do nosso desgovernador. Mas os nossos alunos já estavam informados do teor da carta e se recusaram a levar para casa rasgando as cartas em sala mesmo e colocando no lixo. Os capitães do mato vendo a atitude deles voltarem em sala e pediram para os alunos que haviam rasgado as carta levantarem as mãos, falaram que as cartas não eram para eles mas para os pais por isso não tinham o direito de rasgaram, contaram os alunos e arrumarram mais cartas para serem entregues. Fizeram um sermão aos professores falando que não poderíamos incentivar tal atitude,detalhe "falaram que quem não estiver Satisfeito que saia da profissão", mude, eles estão felizes pois conseguiram aumento graças a Nós a Nossa Greve.
    Só Deus mesmo para dar paciência para permanecermos ao lado de abutes!
    Força na Luta Companheiros!
    NDG João Monlevade.

    ResponderExcluir
  110. Pimentécio! Pimentécio! Que dupla maldita: você e craquécio. Nossos votos nunca mais. Qualquer um que se juntar com os "demotucanos" perderá meus votos e de minha família. PTécio? Forget It.

    ResponderExcluir
  111. MINAS GERAIS TEU NOME É MENTIRA!!! Fora Pimentécio e PTécio. Vote nulo. Não deixe florescer as "sementes do mal" que os papais, vovôs, titios querem colocar no poder...
    Ai que preguiça desta MG!

    ResponderExcluir
  112. Nove Estados ainda não pagam o piso dos professores para 2012
    Valor está definido em R$ 1.451 para jornada de 40 horas semanais. Docentes prometem paralisação nacional de três dias
    O Ministério da Educação (MEC) anunciou na última semana o valor do piso nacional do magistério para 2012: R$ 1.451. Mas apenas em 18 unidades da Federação os professores da rede estadual receberão na folha de pagamento de março valor igual ou superior ao definido pela lei (veja quadro abaixo). Levantamento feito pela Agência Brasil, com informações repassadas pelas secretarias estaduais de Educação, mostra que 12 Estados já praticavam valores superiores ao estipulado para este ano e seis reajustaram a remuneração do seu quadro logo depois que o MEC anunciou o aumento.
    Confira o valor do piso pago em cada unidade da Federação
    Sudeste
    Espírito Santo – R$ 1.540
    Minas Gerais – R$ 2.200
    Rio de Janeiro – R$ 1.732
    São Paulo – R$ 1.894
    Fonte: secretarias estaduais de Educação
    *Reajuste aprovado será pago na próxima folha
    **Valor informado pelo sindicato da categoria no Estado
    http://ultimosegundo.ig.com.br/educacao/nove-estados-ainda-nao-pagam-o-piso-dos-professores-para-2012/n1597669334576.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca recebi isso, será que não moro mais em MG?????

      Excluir
  113. Pessoal que compra pela internet nas lojas de São Paulo.
    A receita estadual de São Paulo devolve uma parte do imposto é a nota fiscal paulista é só entrar no site da receita(SP) e cadastrar. Eu tirei 47,00 tem gente que tirou 300,00. Quem tem mulher que vende produtos de empresa paulista pode ver. se vc comprou carro etc.

    ResponderExcluir
  114. Eu gostaria de saber como fica a situação do professor efetivo que participar da paralisação em relação às férias prêmio,pois as diretoras estão vindo com informação da superintendência de corte destas férias pra quem fizer paralisação.

    ResponderExcluir
  115. Na escola que trabalho, com greve ou sem greve não se fala em férias prêmio, só estão adiando, segundo o governador.
    3 dias parados, pra quê, depois de mais de 100? Querem acabar com a escola pública de vez? Esse é o tiro de misericórdia. 3 anos seguidos, e não se descobre nem um meio de lutar sem botar o aluno na linha de frente? Que negócio é esse?
    Desisto, vou, até me aposentar, se der, ou mudo de profissão, mas entro na justiça antes para ele me pagar o que deve. Este é nosso recurso. E a Internet, com 1 milhão de assinaturas. Pagar sindicato, hj, não me estimula. O que queremos nunca é ouvido. A fala é da cúpula de BH, e é uma só. E como aumentou nosso sindicato após o subsidio, hein?

    ResponderExcluir